segunda-feira, 23 de agosto de 2021

Conheça todas as armas usadas pelos piratas

Por aqui matérias sobre armas são comuns, nós já fizemos sobre as dos samurais, ninjas, espiões, gladiadores e até vikings, e, honestamente, elas são algumas das matérias mais pesquisadas no site.
Hoje nós vamos falar dos terrores dos sete mares, os piratas, mais precisamente sobre quais armas eles usavam em suas emboscadas e lutas. Mas se você se interessar pelo tema e quiser ver mais curiosidades sobre a pirataria e seus maiores nomes, clique aqui, a gente promete que você não vai se arrepender.

Primeiro de tudo um pirata não era um pirata de verdade se ele não tivesse um navio, e se engana quem pensa que o navio pertencia ao capitão, ele pertencia a todos, e, além dos canhões que você vai ver logo abaixo, esses navios tinham outra grande arma, o próprio navio!
Piratas costumavam equipar seus grandes veículos com rostros, que são um prolongamento subaquático da proa para formar um bico blindado, geralmente de 2 a 4 m de comprimento. Esse "bico" era cravado no casco de um navio inimigo para perfurá-lo, afundando ou incapacitando ele. Em outras palavras, piratas costumavam bater a parte da frente de seu navio em outros navios, transformando seu meio de locomoção em uma arma.

E que navio estaria completo sem seus famosos canhões? Eles eram com certeza as armas mais mortais dos piratas. Navios não tinham um número certo de canhões, podendo ir de nenhum a dezenas dependendo do dinheiro disponível.
Pesando 3,5 toneladas e capazes de disparar a uma velocidade de cerca de 480 metros por segundo, esses enormes canhões eram os mais importantes e imponentes armamentos navais da idade da vela. 
Seu objetivo era claro, causar o maior dano possível ao navio inimigo até ele afundar ou ter de desistir da luta. Humanos que eram apanhados por um tiro de canhão costumavam morrer na hora, ou pelo menos ter um membro arrancado.

Ao contrário do que filmes e jogos mostram, piratas não costumavam usar espadas de estilo europeias, mas sim cutlass, que são na verdade um tipo de sabre.
Embora também fossem usados em terra, o cutlass era mais conhecido por ser a arma preferida dos marinheiros da época. Sua popularidade era devido ao fato de que esse sabre era apenas robusto o suficiente para cortar cordas pesadas, lona e madeira, mas curto o suficiente para ser usado em locais relativamente próximos, como durante as ações de embarque, no cordame ou abaixo dos decks. Outra vantagem do cutlass era sua simplicidade, usar esse sabre com eficácia exigia menos treinamento do que o necessário para dominar um florete ou uma espada comum.

Piratas usavam ganchos para atracar um navio inimigo e o puxar para perto. Um tipo de canhão especial disparava um gancho preso em uma corda. Eles não eram feitos para serem usados em combate, mas digamos que no meio do pânico e confusão era bem capaz que essas pontas atingissem um olho aqui e ali.

Piratas sempre costumavam carregar facas com eles, elas serviam para defesa pessoal, para combate, e também para cortar cordas e pano. Marinheiros também usavam as chamadas "dirks", que basicamente são facas de arremesso.

Uma parte importante de ser um pirata era invadir um navio inimigo, por isso seus inimigos criaram os pikes de embarque, ferramentas que deveriam ser usadas para impedir que seus navios fossem escalados por inimigos. Mas é claro que os piratas logo roubaram a ideia deles e também passaram a usar essas armas.

Mas como os piratas escalavam os navios? Simples, eles usavam os machados de embarque. Essas armas deveriam se prender na madeira do navio, mas também eram ótimas para prender na carne do inimigo. 
Mas esses machados tinham várias outras funções também, incluindo: cortar redes e cabos anti-embarque, cortar cordames e cordas, e quebrar as portas e janelas das cabines.

Além de armas brancas, piratas também usavam armas de fogo, e a principal delas era o mosquete. Essa arma de 1,5 metros era usada tanto para combate corpo-a-corpo quanto combate a distância, isso porque em sua ponta tinha uma baioneta. 
O grande problema do mosquete era que demorava até 20 segundos para recarregar a arma, dando tempo de sobra dos inimigos contra-atacarem.

Além disso eles tinham também os musketoon, que são versões menores dos tradicionais mosquetes, eles eram disparados do ombro assim como o mosquete, mas devido ao comprimento mais curto (os canos tinham apenas 30 cm) eles eram mais fáceis de manusear em condições restritas, como por exemplo dentro dos navios.

O grenado é basicamente o avô da granada, ele era uma pequena bola oca com cerca de sessenta gramas de peso, seu interior continha ferro, vidro ou madeira, e também pólvora. 
Os piratas acendiam o pavio antes de jogar o grenado nas vítimas, que então explodia. Eles podiam causar grandes danos corporais, mas também não eram confiáveis ​​e muitas vezes explodiam na mão dos piratas, mas não, eles não substituíam elas por ganchos depois.

Além das balas de canhão normais, piratas também usavam as chamadas balas encadeadas, cujo principal objetivo era destruir os mastros, o cordame e o velame dos navios. Mas por serem armas de pouca precisão, essas balas só eram utilizadas a curta distância. Além disso os piratas tinham que utilizar mais pólvora para atirar elas, e devido ao seu formato elas provocavam um maior desgaste nos canos dos canhões.

O bacamarte era algo entre um rifle, uma escopeta e uma pistola, seu objetivo era espalhar uma carga de chumbo grosso de 20 a 40 balas de cerca de 10 milímetros de diâmetro, contra vários marinheiros ao mesmo tempo. 
Devido ao seu poder de fogo ela era muito pesada, chegando aos 15 kg facilmente, fazendo com que disparar ela do ombro fosse impossível, ela tinha de ser apoiada em algum lugar.

Na época de ouro da pirataria as pederneiras eram as pistolas mais comuns. Na verdade "pederneira" é um termo geral para qualquer arma de fogo com um mecanismo de ignição que use o sílex para gerar fagulhas.
Essas armas só serviam para combate de perto, por isso eram normalmente usadas em conjunto com as cutlass em combate. E como elas demoravam muito para recarregar, é provável que piratas carregassem mais de uma ao mesmo tempo.

Além das pistolas comuns eles também utilizavam as pistolas de vários canos, que basicamente eram pistolas normais com um poder de fogo maior.

As volley eram basicamente metralhadoras antigas, mas sem o recarregamento automático. Pode parecer algo bom, mas na prática elas não eram particularmente mais úteis do que um tiro de canhão. 
Como elas só podiam ser usadas com um apoio elas podiam ser tão difíceis de mirar e se mover quanto um canhão, e os muitos barris demoravam tanto ou ainda mais para recarregar. Elas também tendiam a ser relativamente caras, já que eram mais complexas, devido a todos os canos e fusíveis de ignição, e para piorar cada cano tinha que ser mantido e limpo individualmente.

Além de armas de fogo piratas também utilizavam bestas, essas armas são bem simples, aperte o gatilho e a flecha é lançada com força em seu alvo, perfeito para usar na hora de invadir outros navios, ainda mais porque como as flechas eram reutilizáveis elas eram mais baratas do que armas de fogo.

E nós também temos as spadroons, essas espadas eram na verdade usadas pelos inimigos dos piratas, marinheiros europeus, então era muito possível que os piratas roubassem elas depois de um ataque, mesmo que fosse para revender em portos piratas.

E por último nós vamos falar da maior arma dos piratas, o dinheiro! Não, piratas não jogavam moedas nas cabeças de seus inimigos, mas mesmo assim o dinheiro era uma grande arma, isso porque, mesmo depois de tudo que você viu nessa lista, a verdade é que piratas não gostavam de lutar, eles sabiam que todas as batalhas iriam acabar com sua tripulação machucada, e seu navio destruído, o que era caro. Por isso era mais comuns que quando piratas invadissem um navio, os marinheiros inimigos simplesmente desistissem, porque as batalhas também eram caras para eles.
Segundo algumas fontes também era relativamente comum que piratas, depois de dominarem um navio que se rendesse pacificamente, perguntassem aos tripulantes inimigos se seu capitão era um bom capitão, se a resposta fosse negativa eles matavam o capitão inimigo, mas se ela fosse positiva eles davam dinheiro para ele.
Além disso um suborno ás vezes era tudo que separava um pirata da forca, por isso o dinheiro podia ser mais valioso do que qualquer sabre e pistola.

Gostou da matéria? Se a resposta for sim que tal você curtir o nosso facebook em Real World Fatos e ativar as nossas notificações? Assim você recebe nossas melhores matérias todos os dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário