quarta-feira, 23 de outubro de 2019

A origem de algumas palavras que você usa, mas não sabe de onde vieram #6

Você usa palavras para se comunicar o tempo todo, mas você provavelmente nem sabe de onde elas vieram e o que elas significam.
Confira mais uma parte dessa série da matérias e descubra a origem de mais algumas palavras.

"Bruxas" são famosas e temidas ao redor do mundo, mas sua origem, acredite ou não, é incerta. 
O termo é mais antigo do que o próprio latim, então ele não tem uma origem concreta. A história da palavra é um mistério até hoje, o que só ajuda a aumentar a fama de misteriosas (e o medo) das bruxas.


Já "feiticeira" provavelmente vem do latim "facticius", que significa algo como “não pertencente ao mundo natural, artificial, imitação”, do verbo "facere", ou “fazer”.


Como você já viu na matéria "Origem do nome das cores", a cor vermelha tem o seu nome da palavra "reudh", usada pelos nossos ancestrais para definir coisas de aparência corada ou avermelhada. A palavra acabou evoluindo para "red". 
Já "vermelho" vem de "vermillus", que significa "pequeno verme" em latim, uma referencia a cochonilha, um pequeno inseto do qual é extraído o corante carmim utilizado em tintas, cosméticos e como aditivo alimentar. Curiosamente esse inseto também deu seu nome a cor escarlate cuja origem vem da palavra "coccinus".


A palavra "virtual" já existia muito antes dos computadores serem inventados, ela vem do latim "virtualis" que significava algo como "virilidade". O termo só passou a ser usado na computação lá pelos anos 60.


Já "vírus" vem do latim "virus", que era o nome dado para "líquidos de mau cheiro, seiva de planta, veneno ou líquido espesso". Então um "vírus de computador" seria algo como "veneno de computador".


"Leão" vem do latim "Leo", que era o nome usado para definir o animal. Já a sua designação científica, Panthera leo, talvez seja derivada do grego "pan" que significa "todos" e "ther" que significa "besta".


E acredita-se que "leopardo" venha de "leo", "leão", misturado com "pardos", nome usado para definir uma pantera macho. Isso porque o leopardo era tido como uma cruza de leão com pantera naquela época.


"Jogo" vem do latim “jocus” que significa "gracejo, zombaria brincadeira ou divertimento", com o passar do tempo ele virou sinônimo para qualquer atividade competitiva entre duas ou mais pessoas.

"Eletricidade" vem de âmbar! Aquela resina amarelada, já que foi nela que os efeitos da eletricidade foram vistos pela primeira vez pelos gregos lá em 600 a.C.
O filósofo grego Tales de Mileto havia mostrado que o âmbar, ao ser esfregado, especialmente com peles de animais, adquiria a estranha propriedade de atrair objetos leves, como plumas e outros pequenos corpos. Naquela época o âmbar se chamava "elektron", que com o passar do tempo virou a "eletricidade" que conhecemos hoje.


Já "âmbar" vem do arábico "anbar", que, curiosamente, referia-se originalmente a ambargris, uma substância animal completamente diferente do âmbar. 
O âmbar verdadeiro foi chamado às vezes também de "karabe", uma palavra de derivação oriental que significa "o que atrai a palha", em alusão ao poder que o âmbar possui de adquirir uma carga elétrica pela fricção.


"Carta" vem do latim "charta", que era o nome básico para qualquer folha de papel, onde as cartas eram escritas.
Já "baralho" vem do verbo "baralhar" que significa "embaralhar ou misturar".


"Sol" vem de "saewel", uma palavra do antigo indo-europeu que pode ser traduzida como "brilhar ou iluminar", este vocábulo deu origem ao nome grego "Sol" que conhecemos e usamos até hoje.


Seja no céu ou em Hollywood, as "estrelas" estão lá, a palavra vem de "stella" que praticamente significava estrela. 
Curiosamente, porém, os romanos tinham na verdade três palavras diferentes para as estrelas: aster, stella e sidum, mas parece que só stella chegou ao português brasileiro.


Muita gente tem de usar "óculos", a palavra é o plural do antigo latim "oculo", que significa literalmente "olho".


"Celular", hoje em dia quase todo mundo tem um na mão, a palavra tem na verdade duas origens. A palavra em si vem do latim “cella”, que significa "cela, área que pertence a um conjunto ou local fechado". Já o celular que usamos para fazer ligações vem do inglês "cell", ou "célula", já que a área de transmissão do aparelho era dividida em células operacionais. 


Sem nossas "pernas" não teríamos ido tão longe, mas a palavra não chegou a mudar com o passar dos séculos, ela vem do latim "perna". Naquela época porém perna era o nome dado para todo o membro inferior, incluindo a coxa, que nem tinha nome certo.


E falando em coxa, de onde veio a palavra "frango"? Ninguém realmente sabe, assim como as bruxas os frangos são um mistério. Existe a hipótese de que ela venha de "frangere", que significa algo como "quebrar", porque a carne dessa ave era considerada a mais macia de todas, praticamente se quebrava sozinha.


A palavra "vingança" vem da junção de "vingar" com "ança". "Vingar" vem do latim "vindicare" que significava "desafio", e "ança" significa algo como "qualidade". Então uma pessoa vingativa era aquela que tinha a qualidade de aceitar desafios.


"Idade" vem do latim antigo "aetas" que significa “duração da vida, tempo, época ou geração”. Ela era provavelmente usada para descrever qualquer tipo de passagem do tempo.


Ao contrário do que muita gente pensa "Cristo" não é um nome, mas sim uma palavra, é o termo usado em português para traduzir a palavra grega Χριστός (Khristós) que significa "Ungido". 
O termo grego, por sua vez, é uma tradução do termo hebraico מָשִׁיחַ (Māšîaḥ), traduzido para o português como "Messias".

Gostou? Achou interessante? Então venha curtir o nosso facebook em Real World Fatos, para ler mais matérias interessantes todos os dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário