1 de setembro de 2023

Confira algumas músicas que são "cópias" de outras músicas #5

No mundo da música vale de tudo, até utilizar o que já foi utilizado antes, e não estamos falando apenas de plágio, que é quando um artista usa a música de outros sem a permissão deles, mas também de samples, que é quando artistas usam partes da música de outros artistas de maneira completamente legalizada.

Foto de blocks na Unsplash

Nessa série você vai ver exemplos interessantes de ambos os casos. Confira e se entretenha conosco mais uma vez!


"Toxic" foi um dos maiores sucessos da carreira de Britney Spears, e mesmo assim muitos de seus fãs nem sabem de onde a música realmente veio, e olha que ela veio de um lugar muito inesperado, Bollywood!
A música clássica da cantora usou samples da canção indiana "Tere Mere Beech Mein" cantada por Lata Mangeshkar e SP Balasubramaniam. A faixa de amor foi originalmente usada no filme "Ek Duuje Ke Liye (1981)", estrelado por Kamal Haasan e Rati Agnihotri.
A música na verdade foi escrita para a cantora Janet Jackson, mas foi inicialmente oferecida a também cantora Kylie Minogue, que recusou a música, que foi então finalmente dada para Spears gravar.


"Power", da dupla Kanye West e Dwele, é uma das músicas mais icônicas da carreira do rapper, mas ela não era lá muito original, a canção na verdade foi feita usando samples de 4 outras músicas, mas a mais notável delas é com certeza "Afromerica" do grupo musical Continent Number 6.
A música foi produzida principalmente por Kanye e inicialmente deveria ser dada ao rapper Rhymefest, até que Kanye ouviu a música e quis usar a batida ele mesmo.


George Harrison, o ex-Beatle, se meteu em uma grande confusão musical quando sua nova música "My Sweet Lord" foi acusada de soar um pouco parecida demais com a canção "He’s So Fine", do grupo pop feminino The Chiffons. Harrison foi então acusado de violação de direitos autorais e teve que pagar US$ 587 mil por seu erro. Mas as garotas do Chiffons parecem ter levado tudo com bom humor, elas até mesmo gravaram um cover da música de Harrison.


"Crazy in Love", do casal Beyoncé e Jay-Z, foi composta por ambos em conjunto com Rich Harrison, que produziu a música juntamente com a cantora usando samples da canção "Are You My Woman? (Tell Me So)" do grupo Chi-Lites, uma música dos anos 70.
Originalmente a cantora achou a batida muito retrô, e ela deu apenas duas horas para Harrison escrever a letra enquanto ela saia para passear, mas no fim aceitou gravar a canção.


A cantora Amy Winehouse lançou a canção "Tears Dry on Their Own" em 2006, mas a batida da música foi usada originalmente na canção "Ain't No Mountain High Enough" de 1967, da dupla Marvin Gaye e Tammi Terrell.
A versão original da faixa foi incluída no álbum póstumo da cantora Lioness: Hidden Treasures (2011). E a música também fez parte do documentário baseado na vida e morte de Winehouse, Amy (2015).



Uma das músicas mais famosas do rapper The Notorious B.I.G "Juicy" usou samples da canção "Juicy Fruit" da banda Mtume. O problema é que o produtor Pete Rock alegou que a ideia da batida foi roubada dele pelos produtores de B.I.G, depois deles ouvirem o sample na casa de Rock.
Rock disse depois que ele não tem ressentimentos sobre como "Juicy" surgiu, mas que gostaria de ter recebido o devido crédito. No fim ele lançou uma nova versão da música chamada "Juicy Original (Pete Rock Version)".


"Look What You Made Me Do" da super popular Taylor Swift na verdade usa a batida da canção "I'm Too Sexy" da banda pop Right Said Fred. Inclusive os membros do Right Said Fred (Richard Fairbrass, Fred Fairbrass e Rob Manzoli) receberam créditos de composição na música de Swift.



E agora vamos falar de mais um caso de possível plágio. Em 2010, Joe Satriani, guitarrista da banda Deep Purple,
 entrou com uma ação legal contra o Coldplay por violação de direitos autorais, alegando que a música deles chamada "Viva la Vida" retirou seções de sua faixa instrumental "If I Could Fly" de 2004, sem a sua permissão. O Coldplay negou a acusação 
e, em 14 de setembro de 2009, o caso foi arquivado pelo Tribunal Distrital Central da Califórnia, com ambas as partes concordando potencialmente com um acordo extrajudicial.
O problema é que em maio de 2009, Yusuf Islam afirmou que a música do Coldplay também era muito semelhante à sua canção "Foreigner Suite", gravada com seu antigo nome artístico, Cat Stevens. Mas ele não chegou a processar a banda.


Em abril de 2014, uma ação judicial foi movida contra o cantor Sam Smith por violação de direitos autorais devido as semelhanças entre as músicas "Stay With Me" e "I Won’t Back Down", do cantor Tom Petty.
Petty e seus advogados alegaram que Smith copiou conscientemente elementos de "I Won't Back Down" para atrair os fãs do roqueiro. O caso acabou sendo resolvido fora do tribunal, com Smith escrevendo uma carta de desculpas a Petty, e pagando a ele uma quantia não especificada para largar o processo.


A música "Careful", dos rappers NF e Cordae, claramente usa um sample da música "Tell Everyone", do também rapper Tech N9ne. Só que é possível que isso tenha sido apenas uma coincidência, já que o som utilizado em ambas as músicas está listado no site splice.com (com o nome de "SO_IN_130_choir_breath_away_epic_cathedral_Emin.wav") e pode ser usado por quem quiser.

Se você gostou dessa matéria e quer ver ainda mais coisas interessantes basta clicar aqui e visitar nossa página oficial. Obrigado pelo seu tempo e até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário