terça-feira, 25 de outubro de 2022

Museu do Ipiranga censura HQ que critica governo Bolsonaro

O Museu do Ipiranga vetou uma história em quadrinhos para a distribuição dos seus visitantes. A obra censurada se trata de Contra Tempo – Uma Viagem de Duzentos Anos, e ela faz críticas à políticas públicas defendida pelo governo de Jair Bolsonaro. O caso foi dado pela reportagem de Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, no último dia 16.
A HQ segue a vida de Beatriz, uma jovem negra e estudante de história que vive em um Brasil fictício e futurista. Para entender melhor o presente em que ela vive, ela viaja ao passado para presenciar os momentos históricos ao longo do bicentenário da Independência.
Segundo a reportagem da Folha, o que impediu a circulação e distribuição no museu do Ipiranga foram três páginas em que aparece a jovem andando em meio à igrejas evangélicas, loja de armas e um outdoor com um homem fazendo revólveres com as mãos e a legenda "Deus, armamento e liberdade!"


Contra Tempo é uma obra produzida pelo Instituto Ciência na Rua, criado pela jornalista e pesquisadora Mariluce Moura, e tem o apoio da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). A HQ conta ainda com a colaboração de João Paulo Garrido Pimenta, professor do Departamento de História da Universidade de São Paulo (USP), especializado em História da Independência do Brasil, pelas artistas Ana Cardoso e Hyna Crimson e roteiro de Igor Marques.
Ainda segundo a reportagem, o instituto já havia obtido o aval da direção da museu para distribuir a HQ a crianças e adolescentes que visitassem o lugar. O veto teria acontecido em agosto, de acordo com o artigo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário