terça-feira, 22 de março de 2022

Curiosidades interessantes sobre Naruto

Naruto acabou virando um meme na internet, mas ninguém pode negar que tanto o mangá quanto o anime foram muito bem sucedidos, então nada mais justo do que uma matéria cheia de curiosidades e fatos interessantes sobre esse universo. Confira e se entretenha!

Naruto é uma série de mangá escrita e ilustrada por Masashi Kishimoto desde 1999, que conta a história de Naruto Uzumaki, um jovem ninja, mas embora a história possa parecer bem original, seus personagens não são.
Kishimoto nunca fez questão de esconder que Dragon Ball foi uma de suas maiores inspirações, tanto que Goku e Naruto tem várias coisas em comum, ambos querem sempre ficar mais fortes e adoram treinar, ambos tem várias transformações, ambos tem mestres "pervertidos", ambos são órfãos, ambos adoram comer, ambos são nomeados em referência a alimentos (Kakaroto = Cenoura e Naruto = Pasta de peixe), ambos são considerados idiotas por seus colegas, ambos podem se transformar em animais gigantes e ambos usam roupas nas cores laranja e azul.

E as inspirações não acabaram por ai, Vegeta e Sasuke também tem várias coisas em comum, ambos são parte de um grupo quase extinto, ambos se consideram superiores ao protagonista mas são mais fracos, ambos tem uma personalidade séria e ambos usam roupas em azul e branco.

A coisa ficou ainda mais óbvia quando Naruto introduziu um personagem chamado Son Goku, e seu hospedeiro Rōshi, uma clara referência a Goku e seu mestre Roshi (chamado de Mestre Kame no Brasil).

Kishimoto até chegou a desenhar o rosto do personagem Chaos como uma máscara em um easter egg, você consegue encontra-lo?

Mas se engana quem pensa que a criação de Naruto foi um processo fácil, na verdade o mangá original era muito, mas muito diferente da versão que conhecemos hoje.

Originalmente Naruto seria um garoto capaz de se transformar em uma pequena raposa, e ele não queria ser um ninja, mas sim um chef de cozinha, ele não usava ninjutsu, ele usava magia, e sua cidade era moderna.
O seu design porém era praticamente igual ao que conhecemos hoje, já que ele foi inteiramente reaproveitado para a nova versão que viria a ser feita. A personalidade dele também era mais extrema, ele até chega a mijar em um dos outros personagens.


Já o Sasuke foi inspirado em um mangá ainda mais antigo do que Naruto, Karakuri (1995) foi feito por Kishimoto e acabou ganhando uma menção honrosa no prêmio mensal Hop Step da Shueisha no ano seguinte, o que alavancou a sua carreira de mangaká (pessoa que cria mangás). Ou seja, sem Karakuri não teríamos Naruto.
O primeiro nome de Sasuke vem do mangá Sasuke, do mangaká Sanpei Shirato, uma série da qual Kishimoto gosta muito, assim como de Sarutobi Sasuke, um ninja fictício que aparece nas histórias infantis japonesas.

O personagem Kiba Inuzuka tem manchas em suas bochechas, essas manchas são inspiradas pelo filme Princesa Mononoke, considerado um clássico da animação japonesa por muitos.

Já o cachorro parceiro de Kiba, o Akamaru, foi possivelmente nomeado em homenagem a Akamaru Jump, a edição sazonal da revista de mangás Weekly Shōnen Jump, publicada nos feriados japoneses, onde Masashi Kishimoto começou a sua carreira. Dizemos possivelmente porque Masashi nunca confirmou os rumores.

Já os personagens Ino, Shikamaru e Chouji foram baseados em cartas de Hanafuda. Eles foram inspirados pela formação de peças "Inoshikachō", que significa Javali–Veado–Borboleta. Uma referência que muitos fãs brasileiros nunca entenderiam, já que o jogo não é popular por aqui.

Similarmente Jiraiya, Orochimaru e Tsunade foram todos nomeados em homenagem aos personagens do conto popular japonês Jiraiya Goketsu Monogatari. Até seus "poderes de sapo, cobra e lesmas" vem do conto.

"Kakashi" significa Espantalho em japonês e "Hatake" significa Fazenda, então seu nome significa algo como Campo do Espantalho. 

O único motivo do mangá ter monstros gigantes é que Kishimoto era muito fã de Godzilla, e ele queria desenhar monstros gigantes.

Naruto nunca iria conhecer seus pais, até que seu criador teve filhos. Quando Kishimoto teve filhos sua vida mudou, e seu jeito de ver o mundo também, ele então decidiu encontrar um meio de Naruto conversar com seus pais, mesmo que não fizesse sentido para a história na época.

A vila de Konoha é inspirada pela prefeitura de Okayama, na região sul da ilha japonesa de Honshu. O local é conhecido pelas paisagens praticamente rurais, pelos castelos feudais e pelos inúmeros museus de arte.

E o restaurante onde Naruto come lámen também existe de verdade, a loja fictícia foi modelada a partir de um restaurante localizado em Fukuoka, no Japão, também chamado de Ichiraku.
Localizada perto da orla, a loja era supostamente um dos lugares favoritos de Masashi Kishimoto na época de sua faculdade.

Se tem algo que os fãs concordam é que Naruto deixou muito a desejar no quesito romance, mas Kishimoto tem uma boa explicação pra isso, ele é ruim em escrever romance. O autor admitiu que quando se trata desse aspecto do mangá ele achava difícil escrever.
Mesmo assim ele já sabia quem iria namorar com quem, ele disse para os dubladores do desenho que Sasuke e Sakura seriam um casal antes mesmo do show começar a ser produzido.

O motivo de Naruto e amigos terem ido de crianças para adolescentes não foi apenas para copiar a fórmula de Dragon Ball, é que Kishimoto percebeu que ele tinha cometido um pequeno erro, os vilões tinham se tornado muito mais fortes do que os heróis, a passagem de tempo então serviu para todo mundo ficar mais forte sem ele ter de explicar (e desenhar) tudo.

E não foi apenas Dragon Ball que inspirou a obra, por exemplo, todas as técnicas de Kakuzu têm o nome de diferentes robôs da série Gundam.

Todos os sapos da série têm o nome de atores japoneses famosos da década de 1980. Shima é uma referencia a Shima Iwashita, Gamabunta é Bunta Sugawara e Gamaken é Ken Takakura.

Naruto deixou de usar seus óculos por preguiça mesmo, preguiça que seu autor tinha de desenhar eles, no fim ele trocou eles por uma bandana.

Já o símbolo na testa de Neji teve de ser mudado do mangá para o anime porque ele se parecia muito com uma suástica nazista. Na verdade ela é um símbolo budista, e simboliza as pegadas auspiciosas de Buda.

Kishimoto basicamente improvisou a história de Naruto, ele sabia que o mangá acabaria com uma luta entre Sasuke e Naruto, mas ele só sabia isso, ele diz que foi fazendo tudo "de pouquinho em pouquinho."

Um ótimo exemplo disso é o grupo Akatsuki, cuja primeira aparição não se parece em nada com suas aparências no restante da série, isso porque originalmente Kishimoto queria que todos os membros do grupo fossem monstros, uma ideia que ele desistiu no meio.

Kishimoto dedicou sua vida a Naruto, quando ele se casou em 2003, ele não tirou nenhuma folga para a lua de mel pois estava muito ocupado trabalhando no mangá. Kishimoto e sua esposa finalmente tiveram uma lua de mel depois que Naruto acabou... em 2014. Sua pobre esposa teve que esperar mais de uma década para celebrar seu próprio casamento.

E por fim Naruto acabou sofrendo muito com censuras em vários países, e algumas delas eram ridículas, cigarros viraram pirulitos, kunais viraram frutas e espadas foram apagadas pela metade, realmente bizarro.

Se você curtiu e quer ver mais matérias assim o que está esperando? Curta logo a nossa página RWF e continue lendo elas. Obrigado e volte sempre!

Nenhum comentário:

Postar um comentário