segunda-feira, 7 de fevereiro de 2022

Filmes que são cópias descaradas e bizarras #2

No mundo dos filmes (principalmente na Ásia) sempre existiu um jeito fácil de se ganhar dinheiro, basta copiar o que deu dinheiro pra outra pessoa. E não, nós não estamos falando de paródias, estamos falando de versões não autorizadas que chegam a ser bizarras. Confira agora mesmo mais alguns exemplos e se divirta com a gente!


King of the Lost World (Rei do Mundo Perdido) é um filme de aventura de monstros gigantes de 2005 produzido pelo The Asylum, uma produtora conhecida por fazer cópias baratas de outros filmes de sucesso. O longa é vagamente baseado no romance de 1912 The Lost World de Arthur Conan Doyle, mais conhecido por ser o criador do detetive Sherlock Holmes, mas isso era apenas uma desculpa para não ser processado, na verdade o longa tem uma semelhança mais próxima com o remake de King Kong lançado no mesmo ano. Ambos os filmes são sobre um grupo de pessoas presos em uma ilha com um macaco gigante, e ambos contem cenas sobre sacrifícios humanos.
Embora fosse uma cópia o longa custou 1 milhão de dólares e até mesmo recebeu algumas criticas boas.

Pirates of Treasure Island recebeu 2,3/10 no IMDB, isso já te dá uma ideia da qualidade dessa cópia de Piratas do Caribe, o longa na verdade tentou roubar o sucesso de Jack Sparrow ao ser lançado antes do filme do capitão pirata, mas obviamente ele fracassou.
Assim como Piratas do Caribe o filme misturava piratas com ficção, com um dos personagens perdendo suas pernas para besouros gigantes, mas ninguém do elenco tinha o carisma de Johnny Depp, e o filme foi esquecido rapidamente.


Graças ao sucesso de O Exorcismo de Emily Rose nós tivemos o menos famoso Exorcismo: A Possessão de Gail Bowers, e sua história não podia ser mais simples, o longa se passa em uma parte desconhecida da Flórida, na qual um padre, Thomas Bates, é chamado para ajudar a exorcizar Gail Bowers, que acabou sendo possuída por forças malévolas também desconhecidas. A história básica e sem graça fez com que ele ganhasse notas ainda piores do que o original.

Ao invés de Alien Vs Predator alguns preferiram ver AVH: Alien vs. Hunter, alguns poucos, muito poucos.
Assim como o original AVH mostra uma comunidade suburbana sendo ameaçada por uma luta entre dois seres extraterrestres em guerra. Foi lançado diretamente em DVD em 18 de dezembro de 2007, uma semana antes do lançamento do AVPR nos cinemas, e foi recebido com uma grande resposta negativa da crítica, chegando a ganhar 0,5/5 do Dread Central, que o chamou de "totalmente abatido em todos os aspectos".

E agora vamos parar de focar na Asylum, sim, todos os filmes que você viu acima eram da mesma produtora. Depois do sucesso bilionário de Frozen da Disney, a Phase Four Films lançou o filme de animação chamado Frozen Land, que de Frozen não tinha nada. Originalmente intitulado The Legend of Sarila, os distribuidores do filme renomearam a arte e o logotipo do filme franco-canadense para imitar o popular filme da Disney em seu lançamento em vídeo doméstico no final de novembro, que foi mais ou menos na mesma época em que a Disney lançou Frozen, a esperança deles era que crianças desavisadas pegassem o DVD errado na hora de comprar, mas a Disney acabou processando a produtora por enganar intencionalmente o público.
O filme de Frozen mesmo não tinha nada, a história fala sobre o jovem órfão Markussi, que mora com sua irmã mais nova Mipoulok em um clã Inuit. Markussi pode falar com animais e tem alguns poderes especiais exclusivos dos xamãs, mas ele não quer ser um xamã e mantém seus poderes em segredo porque ele teme que ser um xamã o tornaria como o xamã Croolik, que se tornou egoísta e injusto após a morte de seus filhos.

Similarmente nós temos Super K, que o estúdio Phase Four Films lançou, renomeou e reempacotou o filme de animação indiano como Kiara the Brave, após o sucesso do filme da Pixar Brave.
Mas assim como aconteceu com Frozen de Brave esse filme não tinha nada. Kiara the Brave se passa em uma parte da galáxia chamada Dreamzone, e além das duas personagens serem ruivas eles não tem nada em comum.

Voltando ao The Asylum nós temos também Allan Quatermain and the Temple of Skulls, uma clara cópia de Indiana Jones and the Kingdom of the Crystal Skull, até mesmo o pôster e vestimentas do personagem são iguais, e a história? Bom segundo a sinopse:
"O aventureiro Allan Quatermain foi recrutado para liderar uma expedição britânico-americana em busca de um tesouro lendário nas profundezas da África inexplorada. Ao longo do filme, Quatermain deve evitar perigos ocultos, nativos violentos e outras armadilhas invisíveis durante sua busca pelo tesouro do Templo dos Crânios, viajando de trem, rio e ar para alcançar seu objetivo, enquanto é perseguido por caçadores de tesouros rivais e hostis nativos que desejam sabotar sua expedição."

E se nós tivemos Pacific Rim, por que não Atlantic Rim? Esse filme de apenas 500,000 dólares roubou tudo de Pacific Rim, os monstros, robôs, soldados, etc. Só que por ser tão barato ele tem efeitos especiais ruins demais, o que lhe rendeu péssimas criticas, mesmo assim ele lucrou o suficiente para ganhar uma sequência em 2018.

Na primeira parte dessa série nós falamos do segundo filme não-oficial de Dragon Ball, mas Dragon Ball: The Magic Begins veio antes, em 1989, e depois de novo em 1991 segundo algumas fontes. Enquanto o segundo contava a história do anime, esse aqui não ligou pra isso, a história é sobre o Rei Horn, Zebrata e Maria, três vilões que querem as Dragon Balls, e cabe a Goku e seus amigos parar eles. 
Curiosamente muitos fãs consideram esse filme melhor do que o oficial Evolution.

The Terminators só se deu ao trabalho de colocar um S no final do filme do Exterminador do Futuro, chamado de Terminator em inglês. Até o design dos robôs é praticamente igual. Ele na verdade foi lançado um mês antes da estreia do quarto filme da franquia Terminator, que foi o Terminator Salvation.
O longa se passa em um ponto indeterminado no futuro, quando a humanidade desenvolveu uma tecnologia robótica avançada com inteligência artificial aprimorada. Isso inclui o uso de organismos cibernéticos chamados TR-4 para trabalho geral. Após serem reprogramadas pelo mais novo modelo TR-5, as máquinas instigam uma revolta cibernética contra a humanidade, bombardeando cidades e enviando milhares de andróides TR-4 idênticos armados para erradicar toda a vida humana.

Um assassino com uma serra elétrica, claro que só podemos estar falando de Texas Roadside Massacre. Na verdade a arma do assassino só é usada mesmo no cartaz, ela não é muito importante pro filme, que conta a história de amigos tendo de resolver um grande mistério em uma cidade pequena enquanto pessoas desaparecem e reaparecem sem memórias e com novos nomes.

Paranormal Entity foi lançado alguns anos após o fenômeno que foi Paranormal Activity, que usou o estilo "filmagens amadoras" em sua história. Entity usa a mesma abordagem, ele segue um investigador paranormal que foi julgado e preso por assassinar sua irmã, mas ele tenta provar sua inocência e que os demônios são os culpados pela morte de sua irmã, capturando-os em filme.

Abraham Lincoln: Caçador de Vampiros já foi uma ideia estranha, ninguém queria ver o ex-presidente dos E.U.A caçando vampiros, por isso o filme Abraham Lincoln Vs. Zombies foi ainda mais estranho.
Ambos os filmes se passam durante a Guerra Civil e mostram o presidente Abraham Lincoln como um caçador de criaturas sobrenaturais. Embora ambos os filmes tenham sido criticados por sua trama, o filme pirata até foi elogiado pela atuação de Bill Oberst Jr. como Lincoln.

Depois do sucesso de Titanic os caras da Medusa Film decidiram que o melhor jeito de roubar um pouco de seu sucesso era fazer um novo filme sobre o desastre que matou os passageiros do RMS Titanic, mas para não ficar muito parecido esse aqui era um desenho, mas no fim a única diferença é que os papeis estão trocados no desenho, com a mulher sendo da classe baixa e o homem da classe alta.
Mas e as criticas? Bom, pode se preparar. O desenho foi descrito por Linda Maria Koldau, autora de The Titanic on Film: Myth versus Truth, como sendo "uma imitação fracassada da Disney que supera o mau gosto." Christopher Campbell, da Indiewire, escreveu que o filme era "impróprio para crianças" e que "é tão terrivelmente escrito e desenhado que ofende a memória do Titanic". O Screen Rant o incluiu em uma lista dos doze piores filmes de animação de todos os tempos e a Total Film nomeou-o como o pior filme já feito, depois de superar uma lista dos 66 piores filmes de todos os tempos em 2012.

Após o sucesso de Procurando Nemo quase ninguém quis copiar o filme, mas após Procurando Dory as cópias começaram a chegar, e Izzie's Way Home (O Caminho pra Casa de Izzy), também da The Asylum (eu falei que eles fazem bastante esse tipo de coisa não falei?) foi o mais famoso deles. A história mostra Izzy, assim como Dory, tentando reencontrar a sua família após ficar perdida no oceano. O longa porém foi um fracasso, sendo chamado de "inapropriado para todas as idades" de tão ruim.

E é isso pessoal, se vocês gostaram da matéria venham curtir a nossa página oficial, lá tem todas as nossas melhores matérias, basta curtir e ativar nossas notificações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário