quarta-feira, 16 de dezembro de 2020

Super-heróis e vilões que a Marvel e a DC querem que você esqueça

Batman, Superman, Capitão América, Homem-Aranha... esses são alguns dos nomes que qualquer fã de quadrinhos reconhece, e eles merecem, afinal eles tem décadas de histórias contadas. Mas, e se eu disser que para cada grande acerto da Marvel e da DC, existe ainda mais fracassos? Confira agora mesmo alguns heróis e vilões que as próprias editoras querem que você esqueça. 


Vamos começar com o clássico Matter-Eater Lad (Rapaz Comedor de Matéria), alter ego do herói Tenzil Kem. Esse personagem foi criado pela DC em 1962, e rapidamente caiu no esquecimento dos leitores. O cara é um alienígena que tem o incrível poder de... comer qualquer coisa! E não, ele não tem uma mordida gigante, ele apenas pode morder e digerir qualquer material, incluindo o Superman!
Depois de virar piada entre os fãs de quadrinhos o personagem acabou ressurgindo anos depois, mas apenas como um alivio cômico mesmo, mas agora já faz quase uma década que o "herói" não tem um papel de destaque em uma história.

Doop com certeza não é um dos X-Men mais famosos do mundo. Esse ser estranho apareceu em 2001, ele é o resultado de experimentos feitos durante a Guerra Fria. Ele foi usado apenas como alivio cômico, tendo até uma revista solo, mas parece que sua fama nunca decolou e ele também acabou desaparecendo das revistas dos mutantes da Marvel.
Ele na verdade tinha vários poderes incríveis, incluindo força e durabilidade sobre-humanas, voo, regeneração, maleabilidade física, capacidade de manipular o tempo e/ou espaço, e a capacidade de replicar objetos físicos por meios desconhecidos. Ah, e ele também tem um cérebro extra em sua bunda.

Ainda na Marvel nós temos o Orb, um motoqueiro de jaqueta de couro que é um olho gigante que atira lasers e hipnotiza pessoas.
O vilão do Motoqueiro Fantasma apareceu lá em 1973, mas sua carreira não foi muito longe. A Marvel então tentou relança-lo em 2008, mas isso também não deu certo, e hoje quase ninguém conhece esse personagem.

Em 1988 a DC lançou seu primeiro herói homossexual chamado Extraño, como se o nome não fosse ruim o suficiente o personagem era uma montanha de estereótipos homofóbicos. Além de grupos conservadores condenarem o herói, grupos a favor dos direitos dos homossexuais também foram contra a criação dele por considerá-lo preconceituoso. As coisas pioraram ainda mais quando o personagem foi atacado por um "vampiro da AIDS" e morreu da doença pouco depois.
A DC tentou fazer um reboot do personagem em 2017, mas ele falhou e Extraño voltou ao esquecimento.

Quando você vai criar um vilão você quer um nome fácil que fique para sempre na mente dos fãs, e infelizmente o Homem-animal-vegetal-mineral da DC não foi um desses casos.
O personagem era mais um típico cientista que virou um monstro, em 1964 ele deveria ser um grande vilão da Patrulha do Destino, mas acabou sendo esquecido depois disso.
Uma versão diferente do personagem apareceu na série de televisão da Patrulha, cimentando ainda mais o fim de sua versão original.

O Matador apareceu pela primeira vez em 1964 como um inimigo do Demolidor, e o cara era apenas isso mesmo, um matador. Fãs do Homem Sem Medo até hoje discutem como Matt Murdock acabou perdendo para um cara que só abanava uma capa.
Em 2006 a Marvel tentou um reboot, mas como você já deve ter imaginado ele falhou, e o Demolidor se livrou de mais uma surra.

Se você pensa que o Batman só enfrenta os vilões mais barras-pesadas você está enganado, conheça agora o Rei dos Condimentos. Esse cara aqui foi criado pelos lendários Paul Dini e Bruce Timm para a série animada do Homem-Morcego, onde ele acabou recebendo criticas mistas dos fãs. Depois ele foi para os quadrinhos onde continuou sendo um alivio cômico, até que pelo visto os fãs se cansaram e ele acabou sendo assassinado.

Conheça agora o Homem 3D, mais um fracasso do Universo Marvel. Tudo deu errado devido a um simples fato, as revistas do Homem 3D iriam ser em 3D, algo inovador na indústria dos quadrinhos, mas, depois de consultar o preço necessário para produzir essas revistas, a Marvel bateu o pé no chão e suas HQ's acabaram saindo como "normais" mesmo. Só que o desenho 3D já estava pronto, então eles usaram eles mesmos, fazendo revistas 3D só que sem o efeito 3D.
A Casa das Ideias até tentou relançar o herói com outro nome, chamado agora de Triatlo ele só conseguiu correr pro fundo do poço mesmo.

A heroína Shamrock era "possuída pelas almas de milhares de vítimas de guerras que se manifestam como poltergeists que afetam a probabilidade em um raio de 6 metros dela, alterando situações para que ela receba uma vantagem, em essência tendo a sorte dos irlandeses". Isso parece algo legal não é? Bom, no fim a heroína era só um bando de estereótipos combinados, o que acabou levando ao seu fim prematuro.

Durante os anos 70 e 80, a Marvel UK era conhecida principalmente pelo Capitão Grã-Bretanha, mas no início dos anos 90 foi feita uma tentativa de lançar um verdadeiro universo de super-heróis da Marvel no Reino Unido, e isso incluía a personagem Hell's Angel. Mas você sabe quem não ficou feliz com essa personagem? A gangue de motociclistas Hells Angels, que processou a Marvel.
O processo foi resolvido pela Marvel concordando em pagar $ 35.000,00 como um presente de caridade para a Ronald McDonald House em nome da Marvel e dos Hells Angels, além de renomear a personagem para Dark Angel, que por sua vez foi desaparecendo de pouquinho em pouquinho dos quadrinhos.

E falando em decisões ruins, em 1974 a Marvel lançou o personagem "Amigo" como um coadjuvante do Motoqueiro Fantasma. Como o cabeça de caveira tinha Satã em suas revistas não podia ser mais óbvio quem o "Amigo" era, mas a Marvel acabou ficando com medo de como grupos religiosos reagiriam a eles colocando Jesus Cristo em suas revistas, por isso o roteiro foi mudado para dizer que o "Amigo" era apenas uma ilusão de um demônio.

Rainbow Girl (ou Garota Arco-Íris) é uma membro da Legião dos Super-Heróis, mas seus poderes eram mais manipuladores do que heroicos. Aparecendo pela primeira vez em 1963, ela tinha a habilidade de usar feromônios para manipular os estados emocionais das pessoas, além disso ela era uma representação extremamente estereotipada das mulheres na mídia, na verdade, ela só se juntou à Legião na esperança de que isso aumentasse sua popularidade e promovesse sua carreira de atriz, sendo então uma interesseira. 
Embora ela tenha sido usada com moderação pela DC, os fãs tiveram que esperar 25 anos após sua apresentação inicial para uma segunda aparição em 1988, e depois outros vinte anos para uma terceira aparição em 2008.

Ainda na DC nós temos o Snowflame, e para lhe mostrar o motivo desse personagem não ter dado certo eu vou apenas escrever uma de suas frases aqui, preparados? "Eu sou Snowflame! Cada célula do meu ser queima com um êxtase incandescente. A cocaína é meu Deus - e eu sou o instrumento humano de sua vontade!"
Que pais não querem ver seus filhos lendo uma revista sobre um cara que ganha poderes ao usar cocaína não é mesmo?

E falando em personagens bizarros da DC nós temos também o Codpiece (Braguilha em português) que tem uma arma no lugar de seu... bom, Braguilha.
Aparentemente o personagem tinha um complexo de inferioridade sobre o tamanho do seu... bom, você já entendeu!

Agora vamos falar de outro que só olhando dá pra ver o que deu errado, conheça Ebony White, ou Negro Branco em tradução livre, o parceiro do The Spirit. Nem precisa dizer que tudo sobre ele era racista né? De sua aparência ao modo de falar, literalmente tudo.
Seu criador acabou recebendo várias criticas de grupos afro-americanos, mas também recebeu vários elogios de grupos racistas, por isso ele nunca quis remover o personagem inteiramente de suas histórias. Só em 2007 quando a DC fez um reboot do personagem que ele deixou sua aparência racista de lado.

O Leather Boy é um dos vilões mais cruéis da Marvel, mas você provavelmente nunca vai ver ele em um filme do MCU. Criado em 2005 ele era um herói que leu nos classificados que um homem estava procurando fantasiados, achando que o homem estava procurando por parceiros sexuais de BDSM, Leather Boy respondeu ao anúncio.
Depois o personagem bizarro foi reintroduzido como um vilão cruel, que chegou a matar o esquilo de estimação da Garota Esquilo. Saí pra lá Thanos, nós já temos a próxima fase de filmes bem aqui.

E é isso pessoal, esperamos que vocês tenham curtido ler sobre esses 16 personagens bizarros, agora não deixe de vir visitar nossa página oficial, deixar sua curtida e ativar as nossas notificações. Até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário