sábado, 17 de outubro de 2020

O mistério dos números 3, 6 e 9

Precisamos da matemática para absolutamente tudo e existem curiosidades sobre as leis praticamente escondidas do universo que se encaixam perfeitamente com esta temida matéria da escola.
O que pouca gente comenta é que a matemática é muito mais que apenas uma lei de cálculos, mas na verdade uma das responsáveis por todos os avanços da humanidade até aqui e está presente em todos os tipos de tecnologia: desde a química até a física e do design do seu quarto até a tela do seu celular.
Mas, poucos mistérios rondam tanto a matemática como este apresentado por Nicola Tesla, um dos homens mais inteligentes de todos os tempos. 
Tesla, que estudou por muitos anos sobre energia, acreditava que os números 3, 6 e 9 eram a chave para encontrar uma forma livre de criar energia. 
Ele, inclusive, era conhecido por sempre ficar em quartos de hotel cujos números fossem divisíveis por três, limpava pratos com 18 guardanapos e, por mania, sempre dava três voltas na quadra antes de entrar num prédio.
Conhecidos como "O Plano de Deus" e até "A Chave para o Universo", os números 3, 6 e 9 carregam muitos padrões ditados pela própria natureza. Inclusive, o cientista Marko Rodin descobriu que existe um padrão natural que exclui esses três números em absolutamente tudo que a natureza constrói.
Os números do padrão são: 1, 2, 4, 8, 7, 5, 1, 2, 4, 8, 7, 5, 1, 2, 4 até o infinito, excluindo sempre o 3, 6 e 9.


De acordo com estudiosos, esses três números teriam relação a um campo de energia superior, com influência sobre o circuito dos demais números não inclusos nesse padrão natural.
A linguagem universal das matemáticas, também estudada por Tesla é uma prova de que a matemática não foi inventada pelo homem, mas é uma forma encontrada pelo ser humano de quantificar o que a natureza cria.
Além disso, as curiosidades sobre os números são ainda mais incríveis, já que os três números são divisores naturais entre si: 6 é dividido por 3, que é divisor de 9. Mas o nove, por incrível que pareça, aparece no DNA de todos os números entre 1 e ele mesmo.
Se você somar 1+2+3 até nove, chegará ao resultado de 45. E 4+5 = 9. Se você fizer esse mesmo cálculo com os números de 1 a 8, excluindo o 9, chegará no resultado de 36. E 3+6 = 9.
Se você calcular os três números-tema desse texto (3+6+9), chegará a 18. E 1+8 = 9. E as coincidências não param por aí. 
A tabuada de nove é a mais simples de todas. Além dos números irem de 0 a 9 em sentidos opostos, todos os resultados das multiplicações são iguais a nove. 
Ou seja: 9x9 = 81. 8+1 = 9. Ou 9x4 = 36. 3+6 = 9. Está tudo interligado.


Então, além dos números “sagrados” para a super matemática de Tesla, vemos que o número nove se sobressai, como se fosse um número especial, que se sobressai independente do quadro onde apareça. 
Na internet, surgiram várias teorias sobre o assunto, mas o que se sabe é que o ser humano ainda precisa avançar muito para conseguir alcançar a plenitude total do conhecimento do universo e a matemática jamais deixará de ser um dos pilares para isso.
O que todo esse pensamento esclarece é que a chave está nos números e que eles em breve farão nossa existência ser um pouco mais entendida por nós mesmos.

Fonte: History

Nenhum comentário:

Postar um comentário