segunda-feira, 29 de junho de 2020

Enola Holmes e Netflix são processados por proprietários da obra original

Enola Holmes é o novo filme da Netflix sobre o grande detetive literário Sherlock Holmes, ou mais precisamente sobre a irmã mais nova de Sherlock, Enola, que terá Millie Bobby Brown como interprete. Mas parece que o longa causou um processo judicial para a plataforma de streaming, que foi processada ao lado da produtora Legendary Pictures, da editora Penguin Random House e da autora Nancy Springer, responsável pelos livros da personagem. Na acusação os proprietários atuais das obras de Arthur Conan Doyle, autor e criador do Sherlock Holmes, alegam que a história de Enola "deriva de sua propriedade autoral" e eles simplesmente não tinha direito de usar o personagem sem permissão deles.
A verdade é que o caso é um pouco mais complicado do que se esperava, os direitos das histórias do Sherlock Holmes se tornaram domínio público em 2014, mas as últimas dez histórias do personagem, publicadas entre 1923 e 1927 originalmente, seguem asseguradas por direitos autorais. Segundo os acusadores que deram entrada com o processo, as últimas histórias de Sherlock Holmes deram ao personagem "mais humanidade", e a história de Enola Holmes estaria baseada nesta nova personalidade do detetive.
Até agora o processo parece ser válido e já foi encaminhado à Corte Federal do Novo México para avaliação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário