quarta-feira, 17 de junho de 2020

Doenças tão raras que você nem conhecia elas

Infelizmente o mundo é cheio de doenças, isso é um fato que nunca deve mudar, mas algumas delas são tão raras que você provavelmente passaria sua vida inteira sem saber que elas existem. Mas isso vai mudar agora, e depois de ler essa matéria que tal passar no nosso facebook ou visitar os nossos parceiros?


Vamos começar com a monocromacia, um tipo muito raro de daltonismo onde quem sofre da doença só enxerga três cores, branco, preto e cinza. Essa variação da doença é tão rara que ela ocorre na população humana em 1 a cada 30 mil pessoas, mas ela também pode ser encontrada em muitos animais, como mamíferos aquáticos por exemplo.
A pior parte é que as pessoas nem sempre nascem com essa doença, ela pode se manifestar apenas na adolescência ou idade adulta, tirando de pouquinho em pouquinho as cores do mundo dessas pessoas.


A síndrome de fermentação da bexiga é exatamente o que o nome sugere, basicamente o corpo das pessoas que sofrem dela acabam produzindo etanol em seu sistema digestivo, isso deixa a pessoa bêbada apenas por se alimentar.


A síndrome do sotaque estrangeiro faz com que as pessoas falem com um sotaque que elas nunca tiveram antes. Especialistas acreditam que existam apenas 20 pessoas em todo o mundo que sofrem dessa síndrome. O primeiro caso registrado foi o de uma mulher atingida durante um bombardeio na Noruega, em 1941, que passou a falar norueguês com sotaque alemão.

Trimetilaminúria (TMAU), é uma rara doença metabólica cujo principal sintoma é exalar cheiro de peixe do seu suor, xixi e bafo. Essa doença se dá devido a incapacidade do corpo de metabolizar a trimetilamina obtida através da alimentação, essa substância, que tem sempre um forte odor, é produzida através da ingestão de colina e carnitina, presentes em alimentos como ovos, carnes vermelhas, peixe e alguns vegetais verdes.


A insônia fatal é uma doença hereditária ou esporádica causada pela alteração dos PrPC, e danos ao tálamo, ela é uma versão ainda pior da insônia normal que causa alucinações, delírios, confusão mental, demência e finalmente a morte. A gente sabe dessa doença desde seu primeiro diagnóstico em 1765, em Veneza, mesmo assim até hoje a expectativa de vida de quem sofre dela é de apenas 18 meses.


Aqueles com síndrome de Stendhal experimentam ansiedade física e emocional, ataques de pânico, experiências dissociativas, confusão e até alucinações quando expostos... à arte, ou a qualquer coisa que seja "bonita". 
Esta síndrome recebeu o nome de um autor francês do século XIX que experimentou os sintomas durante uma viagem a Florença em 1817.


O transtorno de identidade de integridade corporal deve ser levado muito a sério, essa doença faz com que a pessoa tenha uma vontade incontrolável de querer amputar seus próprios membros, mesmo eles sendo perfeitamente saudáveis. A pessoa também pode querer se autoflagelar de outras formas, por exemplo, uma mulher que sofria dessa doença se cegou usando produtos de limpeza.


Já a síndrome da mão alheia, também chamada de síndrome da mão alienígena, é um problema neurológico que faz com que a mão da pessoa tenha vida própria, a mão chega até a tentar ferir a pessoa, retirar suas roupas, sufocar ela e várias outras coisas, e para piorar, como a mão está "desligada" do resto do corpo, a pessoa nem sabe o que sua mão está fazendo até ser tarde demais.


Esta síndrome foi nomeada em homenagem a Joseph Capgras, um psiquiatra francês. Aqueles com síndrome de Capgras acreditam que alguém em sua vida, geralmente um cônjuge, amigo íntimo ou membro da família, foi na verdade substituído por um impostor. 
Essa doença é normalmente acompanhada de outros problemas neurológicos, tais como esquizofrenia, demência, epilepsia e também lesão cerebral traumática. A coisa é tão ruim que alguns pacientes já chegaram a assassinar aqueles que eles achavam serem cópias.

A síndrome de Alice no País das Maravilhas é uma condição neurológica na qual o senso de imagem corporal, espaço e/ou tempo de um paciente é completamente distorcido. Os que sofrem dessa síndrome acabam tendo alucinações, distorção sensorial e um senso de velocidade alterado, tudo isso leva a ataques de pânico. A doença normalmente ainda é acompanhada de dores de cabeça severas e tumores cerebrais.

A síndrome de Ehlers-Danlos, também chamada de síndrome do homem elástico, é um grupo de doenças hereditárias do tecido conjuntivo, causada por um defeito na síntese de colágeno no corpo humano. Em palavras mais simples essa doença faz com que a pele, articulações, músculos, ligamentos, vasos sanguíneos e órgãos fiquem mais elásticos do que o normal. Apenas uma a cada 3.000.000 de pessoas sofrem dessa doença que foi nomeada em referência a dois médicos, Edvard Ehlers da Dinamarca, e Henri-Alexandre Danlos da França, que a identificaram na virada do século XX. Não coincidentemente, muitos contorcionistas profissionais sofrem dessa doença.


A alopecia areata é uma condição caracterizada pela perda de cabelo ou de pelos corporais em várias partes do corpo como cílios, sobrancelhas, barba, pelos pubianos etc. A perda é 100% permanente, não existe cura para a doença e os pelos nunca mais crescem depois de cair.


A síndrome de Morgellons faz com que a pessoa ache que sua pele tenha insetos, fios ou outras coisas embaixo dela, isso devido aos vários formigamentos que os pacientes dela sofrem, alguns até chegam a se automutilar para "retirar" essas coisas de sua pele.


A deficiência de NGLY1 é um distúrbio genético muito raro, o resultado principal desse distúrbio é que quem sofre dele não consegue chorar. Essa doença é tão rara que só foi descoberta em 2012, e até hoje apenas 46 pacientes foram identificados.


Boanthropy é um distúrbio psicológico no qual um ser humano acredita ser um bovino. Eles começam a andar de quatro, comer grama, e ficar perto de outros animais bovinos.
Curiosamente acredita-se que essa doença foi referida até na Bíblia, com o rei Nabucodonosor sendo descrito como "expulso dos homens e comeu grama como bois".


Síndrome de Cotard é uma doença rara onde a pessoa acha que ela já está morta, elas acham que seu corpo vai começar a necrosar, que seus órgãos vão cair do seu corpo e coisas desse tipo. Em muitos casos os pacientes acabam se automutilando e passando fome até morrer.

O transtorno factício faz com que a pessoa sempre queira estar doente, mesmo que ás vezes ela esteja apenas fingindo, o problema é quando essas pessoas fazem coisas doidas para ficar doente, como por exemplo injetar material fecal em si mesmo. 
Embora seja parecida essa doença não deve ser confundida com a síndrome de Munchausen, que engloba outras doenças.


A Paramnésia reduplicativa é um distúrbio em que o paciente detém a crença delirante de que um lugar ou cenário foi duplicado, existindo em dois ou mais espaços simultaneamente, ou que foi "realocado " em outro lugar. Por exemplo, eles acham que o quarto deles está em um local diferente e entram em pânico. 
Apesar de ser rara a doença costuma estar associada a casos de danos cerebrais, especificamente em casos de lesões simultâneas no hemisfério cerebral direito e de ambos os lobos frontais.

Real World Fatos também está no facebook, deixe a sua curtida agora mesmo e ative as nossas notificações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário