sábado, 30 de maio de 2020

Conheça as técnicas e truques usadas por trapaceiros ao redor do mundo

Trapaceiros, malandros, con artists, ladrões... qualquer que seja o termo que você usa eles estão por aí apenas esperando pelo próximo otário. Mas hoje você vai conhecer os principais truques usados por esses enganadores profissionais.
E se quiser saber mais sobre o assunto que tal ler nossa matéria sobre os maiores enganadores do mundo?

O monte de três cartas é um dos jogos mais usados por enganadores ao redor do mundo, e ele está sendo jogado faz séculos, sua primeira versão data do século XV. 
O objetivo é simples, na mesa são colocadas e embaralhadas três cartas, uma delas diferente das outras duas, se no final você conseguir descobrir qual é a carta escolhida você ganha. Parece simples, mas não é, na verdade é quase impossível se ganhar esse jogo.
Existem vários jeitos para trapacear, mas primeiro é importante deixar o jogador ganhar várias vezes para aumentar a sua confiança, e claro, suas apostas. 
Depois disso existem duas versões principais para trapacear, a mais comum envolve fazer o jogador seguir com os olhos a carta errada, eles fazem isso mostrando as três cartas ao mesmo tempo mas antes de colocar a carta principal na mesa eles simplesmente jogam uma das outras duas no lugar dela, assim não importa quão bom você realmente é você sempre vai errar.
O vídeo abaixo mostra exatamente isso.

A outra versão é mais simples mas exige mais habilidade do enganador, no meio de embaralhar as cartas ele retira a carta principal da mesa colocando ela no seu bolso, manga, ou qualquer outro lugar e a substitui por uma diferente, assim o cliente nunca vai adivinhar qual é a certa porque ela simplesmente nunca esteve ali.

"Salgar" ou "salgar a mina" era o nome de um golpe muito comum antigamente, mas que ainda é aplicado até hoje, principalmente em países de terceiro mundo. 
O truque funciona assim: um enganador encontra uma mina vazia e planta nela pedaços de ouro ou pequenas pedras preciosas, ele então avisa pra todo mundo usando ligações, jornais e sites que a mina vai ficar a venda logo. Quando os clientes em potencias começarem a dar preços ele simplesmente escolhe quem vai pagar mais e vende a mina pra ele. Depois de alguns anos quando o cliente descobrir que a mina está vazia o charlatão já vai estar longe dali.
Durante as corridas de ouro, os golpistas carregavam espingardas com pó de ouro e atiravam nas laterais da mina para dar a aparência de um lugar com minério rico, "salgando a mina" por assim dizer, mas graças aos avanços tecnológicos esse golpe não funciona mais em países desenvolvidos. 

A fraude de loteria por procuração é uma fraude na qual o malandro compra um bilhete de loteria com números vencedores antigos, ele então altera a data no bilhete para que pareça ser do dia, semana ou mês anterior e, portanto, um bilhete ganhador. Ele então vende o bilhete para sua vítima, alegando que é um bilhete premiado, mas por algum motivo, ele é incapaz de coletar o prêmio e quer dinheiro em troca dele. 

Se tem um lugar onde trapaceiros gostam de trabalhar é no circo, o lugar está lá basicamente apenas para tirar seu dinheiro, por isso vamos cobrir alguns dos truques deles.
Esse aqui é um dos mais comuns, você só tem de jogar a bola dentro de um balde e você ganha um animal de pelúcia se ela ficar lá dentro. Mas qual é o truque? Simples, as bolas dadas aos jogadores não é do mesmo material usado pelos funcionários do circo, elas são feitas de um plástico especial que faz com elas quiquem mais do que o normal, sendo quase impossível que ela fique dentro do balde devido ao angulo inclinado dele.

Nesse jogo você só tem de estourar uma bexiga com um dardo, se você fizer isso você ganha um prêmio. 
A trapaça consiste em duas partes, primeiro os prêmios bons ficam nas bexigas que não estão completamente cheias, o que dificulta estourar elas, e claro, os dardos que os funcionários utilizam não são os mesmo dados aos clientes, os deles estão afiados, os dos clientes quase cegos.

O famoso jogo da garrafa não podia parecer mais fácil, basta jogar um anel na garrafa e pronto, você ganha. O grande truque é que o anel dado aos clientes é menor do que o necessário para que ele fique preso na garrafa.

Nesse jogo as garrafas do fundo são feitas de metal ou são preenchidas com chumbo para ter um peso maior. Enquanto as garrafas são pesadas, a bola é leve, sendo quase impossível derrubar todas as garrafas ao mesmo tempo, a não ser que o cliente tenha uma força considerável.

Muitas coisas estão erradas no jogo de basquete do circo. Primeiro os aros são mais altos que o normal, segundo o aro é oval, não redondo e é menor que um aro padrão, fazendo com que seja praticamente impossível que a bola entre nele. 

O golpe da conta do bar é muito comum na Europa, principalmente em Budapeste e na Hungria. Um "otário", geralmente um homem turista, é abordado por uma mulher atraente ou por um par de mulheres que começam uma conversa, como por exemplo, pedindo indicações. Depois de um pouco de conversa, as mulheres dizem que vão a um bar que conhecem. Enquanto lá, elas pedem muitas entradas e bebidas e incentivam o "otário" a fazer o mesmo. 
Quando a conta chega, é muitas vezes maior do que o esperado. As mulheres têm apenas uma pequena quantia em dinheiro e pedem ao homem para pagar a conta. 
Na verdade as mulheres estão trabalhando com o bar e recebem uma pequena parcela do pagamento. Uma variação disso é ter um motorista de táxi recomendar o bar ao passageiro, que entra sozinho e pede, sem perceber que será cobrada uma conta exorbitante. O taxista então recebe um pedaço do pagamento. 

O golpe de carteira caída geralmente tem como alvo os turistas. O trapaceiro finge acidentalmente deixar sua carteira cair em um lugar público. Depois que uma vítima desavisada pega a carteira e a oferece de volta ao trapaceiro, a fraude começa. 
O artista da enganação acusa a vítima de ter roubado dinheiro da carteira e ameaça chamar a polícia, assustando a vítima para devolver o dinheiro que foi supostamente roubado. Casos foram relatados na Europa Oriental e grandes cidades e estações ferroviárias na China.

O golpe da bênção tem como alvo mulheres idosas chinesas, convencendo-as de que um espírito maligno ameaça sua família e que essa ameaça pode ser removida com uma cerimônia de bênção, que (claro) envolve uma bolsa cheia de suas economias, jóias e outros objetos de valor.
Durante a cerimônia, os trapaceiros trocam a sacola de objetos de valor por uma sacola idêntica com conteúdo sem valor, e saem com  o dinheiro e jóias da vítima.

Este golpe aqui é perpetrado através do telefone, onde o golpista ameaça a vítima com um mandado de prisão falso. Para fazer essa ameaça parecer real, o identificador de chamadas identifica o chamador como o de uma delegacia local. 
As vítimas são informadas de que devem pagar uma multa para evitar a prisão. Multas de centenas, às vezes milhares de dólares. O pagamento é solicitado através do Western Union, do cartão pré-pago Green Dot ou de uma forma semelhante de câmbio não rastreável. Casos foram relatados na Flórida, Geórgia, Kansas, Oregon e Nova Zelândia.

Muito comum em quase todos os países do mundo o golpe do sequestro falso também é muito usado no Brasil, é quando um enganador liga pra sua casa e diz que sequestrou alguém que você conhece e pede dinheiro para libertar a pessoa.
O truque pode ser feito pelo telefone, mas muitos países estão recebendo esse tipo de golpe online agora, por e-mails e mídias sociais.

O esquema Ponzi foi batizado em homenagem ao enganador profissional Charles Ponzi. O golpe é basicamente um esquema de pirâmide mas ele evoluiu muito desde sua criação e hoje tem várias versões dele pelo mundo.
Os esquemas Ponzi oferecem aos investidores grandes juros num curto período, e o sistema pode funcionar apenas a curto prazo, tudo dependendo da quantidade de novos investidores que integrem o negócio. Mas como ele realmente funciona? Vamos dar um exemplo com apenas duas pessoas para não ficar confuso.
Digamos que o enganador te pede 10 reais, dizendo que com os lucros do negócio ele vai te devolver 20 reais, e ele faz a mesma coisa com outra pessoa também. Usando os seus 10 e os 10 da outra pessoa ele te paga os 20 que lhe havia prometido, e te pede agora para investir mais dinheiro, ele então usa esse dinheiro para pagar os 20 da outra pessoa, e pede mais dinheiro pra ela com a mesma promessa de antes.
No fim quando todo mundo estiver investindo quantias enormes, o enganador simplesmente vai pegar o dinheiro e desaparecer pra sempre.


Esse golpe ficou conhecido como "golpe do príncipe nigeriano", basicamente um e-mail diz que um príncipe morreu e ele vai lhe dar parte de sua fortuna se você enviar dinheiro pra ele e sua família.
Embora esse truque tenha ficado conhecido na internet e até virado um meme, ele na verdade começou lá em 1870 quando cartas com uma promessa similar eram enviadas para pessoas ricas. Ele era chamado de golpe do prisioneiro espanhol, já que as cartas diziam que se os ricaços ajudassem o preso a fugir da cadeia ele dividiria sua fortuna com eles quando ele fugisse.


E se criminosos podem usar enganações por que não a policia? Esse é o truque do prêmio falso, basicamente a policia liga pra casa de um suspeito dizendo que ele ganhou um prêmio, eles usam todas as informações que eles já coletaram da pessoa para convencer eles de que tudo é real.
Depois de alguns dias quando a pessoa vai até o lugar marcado para receber o prêmio ele é preso rapidamente.

Real World Fatos está no facebook, venha curtir nossa página.

Nenhum comentário:

Postar um comentário