terça-feira, 28 de janeiro de 2020

Coisas que são muito mais antigas do que você pensa

Hoje em dia as pessoas não se dão ao trabalho de estudar e entender a história daquilo que elas estão usando, mas até os mais estudiosos vão se surpreender com essa matéria. Veja 20 coisas que são mais antigas do que você podia imaginar.

Vídeo-games

O primeiro jogo foi inventado em 1948 por um professor de física chamado Thomas Goldsmith Jr., que patenteou um game eletrônico baseado nos antigos radares militares da Segunda Guerra Mundial. 
Goldsmith deu ao jogo o nome "The Cathode Ray Tube Amusement Device" (Dispositivo de Diversão com Tubos de Raios Catódicos). Infelizmente para o professor ele nunca conseguiu angariar fundos suficientes para lançar seu jogo comercialmente e, como resultado, quase ninguém ouviu falar dele hoje em dia. Consoles domésticos só se popularizaram com a chegada do Atari em 1977.

Telefone

O primeiro telefone foi inventado em 1876, mas o seu conceito é muito mais antigo do que isso, ele existe desde o ano de 819! 
O primeiro "telefone" do mundo foi inventado pela civilização Chimu e está atualmente em exibição no Museu Nacional do Índio Americano (NMAI) do Smithsonian. Ele foi descoberto durante escavações no Peru na década de 1930. O "telefone" é na verdade duas cabaças conectadas por um cordão, e ele foi usado por membros da "elite" da sociedade Chimu que não tinham permissão de ter contato pessoal com seus subordinados.

Tocador de músicas portátil

O iPod nasceu em 2001, mas ele não era o primeiro tocador de música portátil a ser inventado, essa honra pertence ao IXI System, inventado pelo inventor amador Kane Kramer e seu melhor amigo, James Campbell, em 1979. 
Na época o tocador só tinha capacidade para 3 minutos e meio de músicas. Como a companhia de Kramer foi a falência ele perdeu a patente e não fez nenhum centavo com as cópias modernas de sua grande invenção.


Animação

Uma animação nada mais é do que uma série de desenhos vistos em sucessão de maneira rápida, e homens da caverna já estavam fazendo isso em 19.000 A.C. 
Eles pintavam os mesmos animais em posições diferentes, e depois iluminavam apenas um dos desenhos, e depois o outro, e depois outro, isso fazia parecer que o animal estava se mexendo.

Cirurgia cerebral

Em 1997 arqueólogos descobriram um túmulo antigo na vila francesa de Ensisheim do ano 5.000 A.C, que continha o corpo em decomposição de um homem de 50 anos com buracos no seu crânio. Após um exame minucioso, foi determinado que os orifícios, localizados perto do lobo frontal, foram causados ​​por um tipo de cirurgia, e não por traumatismo forçado, e a operação parece ter sido bem-sucedida, isso porque as duas feridas cicatrizaram antes da morte do paciente.
Até hoje, porém, pesquisadores não sabem dizer ao certo o que exatamente a cirurgia estava tentando corrigir.

Cirurgia plástica

Cirurgias que servem apenas para ficar mais bonito parece algo moderno, mas a primeira rinoplastia data do século VI A.C, na Índia. Na época, um retalho da pele da bochecha de um paciente foi usado para remodelar o nariz dele.

Nado sincronizado

O nado sincronizado data do primeiro século, antigos romanos inundavam seus anfiteatros e realizavam apresentações na água, as mulheres mergulhavam, nadavam e criavam formações elaboradas e formas náuticas na água, como o contorno de um navio com velas ondulantes. Essas mulheres eram provavelmente escravas, e elas costumavam se apresentar peladas.

Tênis de corrida

Esses tipos de tênis, usados por atletas hoje em dia, foram na verdade inventados em 1860. Na época eles se pareciam com sapatos sociais, mas tinham espinhos em suas solas e tiras extras de couro.

Carrosséis

Acredite ou não carrosséis foram inventados para os antigos cavaleiros praticarem a arte da guerra. Durante as Cruzadas de 1100, soldados europeus observaram cavaleiros turcos e árabes competindo em um jogo que envolvia andar a cavalo enquanto seguravam uma lança para arremessar em um anel que pendia de um galho de árvore. Os participantes levavam o jogo tão a sério que os soldados europeus começaram a se referir a ele como uma "pequena guerra", que quando traduzida para o italiano se tornou "garosello" ou "carosella". Ao retornar à Europa, os cruzados trouxeram o jogo de volta com eles, e na França ele foi referido como o "carrossel".

Dados multifacetados

O dado d20 foi popularizado pelo RPG chamado Dungeons & Dragons, mas os dados de vinte lados já existem há um bom tempo. O dado mais antigo desse tipo remonta ao período ptolomaico, que o colocaria em algum lugar entre 305 A.C e 30 A.C.

Restaurantes de fast-food

Restaurantes desse tipo datam da Roma antiga, naquela época eles eram chamados de "termopolio". Somente em Pompéia havia mais de cento e vinte termopólios em operação. 
Na verdade os termopólios eram tão populares que a maioria das casas em Pompéia nem sequer tinham cozinhas

Identificação digital

Hoje em dia todo mundo sabe que uma pessoa pode ser identificada por sua impressão digital, mas isso não é nada de novo. Usar impressões digitais para fins de identificação é uma prática antiga que remonta a milênios. Em 1900 A.C, impressões digitais foram usadas na Babilônia como um método de proteção contra falsificações. As duas partes de um contrato legal imprimiam suas impressões digitais na tabuleta de argila na qual o contrato havia sido escrito.
Durante o reinado do rei da Babilônia, Hamurabi, oficiais da lei registraram as impressões digitais de pessoas que haviam sido presas.


Portas automáticas

As portas automáticas modernas foram inventado por dois texanos em 1954, mas o conceito delas é muito mais antigo. Portas que abrem sozinhas foram imaginadas pela primeira vez por um matemático e engenheiro grego chamado Hero (ou Heron) de Alexandria em 50 A.C. Na época essas portas eram uma maneira de adicionar drama às cerimônias religiosas. 
O complicado mecanismo envolvia polias e baldes, e pretendia fazer com que os crentes pensassem que uma entidade divina havia aberto as portas com mãos invisíveis. Tudo isso acompanhado do som de trombetas.

Computadores

Computadores parecem algo novo, mas tecnicamente eles existem desde 1833. Charles Babbage, matemático britânico e engenheiro mecânico, teve a ideia de um computador (ou "Motor de Diferenças", como ele chamava na época) enquanto estava em Cambridge. Na época o projeto era basicamente uma calculadora que pesava cerca de 15 toneladas, composta por 25.000 partes diferentes. O governo britânico investiu £1.700 em seu plano, mas aparentemente isso não foi suficiente, pois Babbage nunca completou um protótipo em funcionamento. 
No entanto, em 1989, engenheiros modernos construíram sua própria versão do computador de Babbage com base em suas anotações, e o computador antigo permanece em exibição no Museu de História da Ciência em Oxford.

Mídias sociais

Muitos acham que as mídias sociais nasceram com os computadores, mas elas na verdade vieram antes, bem antes, lá em 1560. 
Não havia Twitter ou Facebook no século XVI, mas pelo menos para os jovens da Holanda atual, havia algo parecido. Eles chamavam ele de "alba amicorum", latim para "livros de amigos". Eles funcionavam igual às mídias sociais hoje, exceto que tudo estava contido em livros físicos que eram passados ​​entre amigos e conhecidos. Quando era a sua vez no livro, você podia escrever fofocas sobre amigos, contar piadas, compartilhar letras de suas músicas favoritas, escrever frases de seus autores favoritos e até discutir sobre política. Parece familiar?

Escadas rolantes

Escadas rolantes existem desde pelo menos 1859, a primeira foi inventada por Nathan Ames, advogado de Harvard que também escrevia poesias. Sua patente para a escada rolante, que ele chamou de "Escadas Rotativas", permitiria às pessoas, como o próprio Ames a descreveu, "subir e descer de um andar de um edifício para outro, sem exercer nenhuma força muscular". Em outras palavras, as únicas pessoas que usariam escadas rolantes seriam "doentes, idosos e enfermos".

Chuveiros

Chuveiros existem desde 100 A.C, o Egito antigo tinha "chuveiros" pois as pessoas ricas tinham escravos que derramavam água sobre suas cabeças enquanto eles sentavam em banheiras. Mas foram os gregos que aperfeiçoaram a ideia. Uma pessoa ficava em um quarto enquanto um criado derramava água nela através de uma parede. Depois, quando eles inventaram um sistema de encanamento, o chuveiro como conhecemos nasceu, mas sem a água quente é claro.

Refrigerantes

A primeira bebida carbonatada a ser vendida ao público foi inventada pelo relojoeiro suíço e cientista amador J. J. Schweppe em 1783, que vendia sua deliciosa "água com gás" para clientes sedentos em Genebra. Em apenas sete anos, ele estava fazendo negócios tão rápidos que mudou a fábrica para Londres e introduziu um novo sabor, limão com gás, para se destacar dos concorrentes que estavam tentando imitar sua bebida. 

Lança-chamas

Durante o século VII, o Império Bizantino possuía uma arma secreta para matar seus inimigos: fogo grego. Inventado por um refugiado e engenheiro sírio chamado Callinicus, o fogo grego era um fluido altamente combustível que poderia ser pulverizado de um sifão em direção a navios inimigos, que então inflamaria em contato. Ele grudava em praticamente qualquer coisa e para ficar ainda melhor nem mesmo água conseguia detê-lo.

Baterias

As baterias vieram em 200 A.C, a chamada "Bateria de Bagdá", descoberta nos arredores de Bagdá em 1938, era uma jarra de barro com uma rolha de asfalto. Uma barra de ferro atravessava o asfalto e foi cercada por um cilindro de cobre. Testes no General Electric High Voltage Laboratory, em Massachusetts, mostraram que o frasco já havia sido preenchido com uma substância como vinagre e, quando os pesquisadores fizeram réplicas, ele foi capaz de produzir até dois volts de eletricidade.
Agora você se pergunta: por que as culturas antigas precisavam de baterias? Infelizmente até hoje ninguém sabe a resposta pra isso.

Quer ler mais matérias interessantes como essa? Visite o nosso facebook em Real World Fatos

Nenhum comentário:

Postar um comentário