quarta-feira, 25 de dezembro de 2019

O que as pessoas comem no Natal ao redor do mundo?

Uma mesa farta é uma grande parte do Natal para muitos, mas o que vai estar na mesa vai depender de onde você está no mundo. 
Confira agora alguns dos principais pratos natalinos ao redor do mundo, e se quiser ler mais matérias sobre esse feriado clique aqui e se divirta.

No Japão o Natal praticamente não existe, mas a galinha frita sempre aparece nessa época do ano. Cerca de 3,6 milhões de famílias japonesas comem no restaurante KFC na véspera de Natal, são tantas pessoas que muitas vezes eles até precisam reservar suas refeições com dois meses de antecedência.
O motivo para isso é que durante a década de 1970 o KFC montou um "balde de festas", que era apenas uma jogada de marketing para vender mais galinhas. Na época, o Japão não tinha tradições de Natal e o KFC preencheu esse vazio com suas galinhas fritas. A "tradição" pegou rapidamente e existe até hoje.

O Kūčios é o prato natalino da Lituânia, mas o que é ele? Bom, na verdade eles são vários pratos juntos. Essa refeição é realizada no dia 24 de dezembro, mas ela não é uma tarefa fácil, a refeição pode levar até uma semana para ser preparada. Para os lituanos, o Natal serve para passar um tempo com a família, portanto uma preparação longa é uma boa oportunidade para as famílias se reunirem. 
Originalmente os kūčios tinham nove pratos, nessa época ele era uma prática pagã. Mais tarde o jantar se expandiu para 12 pratos quando foi apropriado pela igreja cristã, sendo um prato para cada apóstolo de Cristo. 
Nenhuma carne, laticínios ou alimentos quentes fazem parte desta refeição. Em vez disso ela inclui peixes, pães e legumes. Alguns dos itens que você pode ver no menu são arenques servidos em molho à base de tomate, cogumelo ou cebola, enguia defumada, legumes como batatas, chucrute e cogumelos, pão e pudim de cranberry.

Desde a Idade Média os latkes têm sido uma parte importante da tradição do Hanukkah, principalmente em Israel. Latkes são panquecas de batata que são fritas em óleo. Na religião deles o prato serve como uma metáfora de que o Segundo Templo manteve a Menorá queimando com óleo por oito dias.
Outros pratos apreciados como parte dessa tradição incluem rosquinhas e bolinhos fritos. O "gel de Hanukkah", que são pequenas moedas de chocolate, é dado às crianças por parentes.


O banquete de Natal alemão é centrado no weihnachtsgans, o ganso de Natal. Uma tradição que remonta à Idade Média, comer ganso estava originalmente ligada ao Dia de São Martinho, mas acabou se tornando parte da ceia de Natal também.
Muitas vezes recheado com maçãs, castanhas, cebolas e ameixas, temperado com artemísia e manjerona, o ganso é servido ao lado de repolho roxo, bolinhos, molho e chucrute. 
A receita mais antiga conhecida para este prato vem de um livro de receitas publicado em 1350, "Das Buch von guter Speise".

A Itália tem na verdade várias tradições culinárias natalinas, elas variam dependendo da região do país. Em algumas partes eles comemoram o Natal com a Festa dos Sete Peixes. Esta refeição inclui sete frutos do mar diferentes, preparados de sete maneiras diferentes. Na maioria das vezes, dois dos itens em destaque são o bacalhau e a lula. Em outras áreas eles comem cordeiro assado ou aves assadas (ou cozidas) temperadas com molho. 
Os doces também desempenham um papel importante durante a temporada de festas, no norte da Itália um dos mais famosos é o panetone. Outras guloseimas incluem torrone, nougat, maçapão, zeppole, cannoli e pandoro.

Na Costa Rica, fazer tamales é uma tradição de Natal e toda família tem sua própria receita "secreta". 
A base dos tamales é uma massa de milho, envolvida em uma folha de bananeira ou casca de milho, e depois cozida no vapor. Alguns são recheados com carne de porco e outros com carne de vaca ou frango, isso sem contar alho, cebola, batata e passas.

Essa sobremesa tem muitos nomes: pudim de figo, pudim de ameixa, pudim de Natal ou apenas pud, ela é uma tradição do Natal na Inglaterra, Irlanda e algumas partes dos EUA. 
Apesar do nome porém o pudim de ameixa na verdade não tem ameixas. Na era pré-vitoriana, "ameixas" se referia ao que chamamos hoje em dia de passas e, como as frutas secas são uma parte importante desse pudim, é assim que ele ganhou seu nome. Feito principalmente de sebo, ovo, melaço, especiarias e frutas secas, o pudim de Natal é aceso com conhaque imediatamente antes de ser servido.

La Bûche de Noël é uma sobremesa francesa que representa simbolicamente o Yule Log, que é um tronco de madeira que era tradicionalmente carregado para dentro de casa, polvilhado com vinho e depois queimado na véspera de Natal. Na década de 1940, quando a prática começou a desaparecer, essa sobremesa ficou em seu lugar. 
Muitas vezes feita com pão de ló e creme de manteiga de chocolate, a La Bûche de Noël parece um verdadeiro tronco. Outras variações da sobremesa surgiram e agora você pode encontrar receitas com qualquer coisa, tiramisu, mascarpone de cranberry, framboesa, creme de caramelo e limão.


No Canadá de língua inglesa, o jantar de Natal é semelhante ao da Grã-Bretanha, ele inclui peru com recheio, purê de batatas, molho, molho de cranberry e legumes como cenoura, nabo e pastinaga. Aves, carne assada e presunto também são usados. 
Para a sobremesa, torta de abóbora ou maçã, pudim de passas, pudim de Natal ou bolo de frutas são os alimentos preferidos dos canadenses. A gemada também é popular na temporada de festas. Outros itens de Natal incluem biscoitos de Natal, tortas de manteiga e biscoitos, tradicionalmente assados ​​antes do feriado e servidos na hora de visitar amigos nas festas de Natal.
No Canadá de língua francesa eles comem o que os franceses comem, incluindo o La Bûche de Noël, caviar e ostras.

Kolivo, trigo cozido com açúcar e nozes, é frequentemente visto nas mesas na véspera de Natal na Bulgária. Semelhante a um pudim a Rússia (Polônia) e a Polônia (kutia) têm pratos parecidos. 
Às vezes servido com mel, sementes de papoula, outros grãos, arroz, feijão ou frutas secas, o kolivo pode ser preparado de várias maneiras diferentes. É frequentemente conectado com tradições ortodoxas. Além da Bulgária, também aparece na Sérvia, Romênia, Geórgia e Ucrânia.

Biscoitos de raspas de laranja com mel cobertos com nozes, esse é prato natalino da Grécia. 
Conhecido como melomakarona, costuma-se dizer que esses cookies têm gosto de baklava (um tipo de pastel elaborado com uma pasta de nozes trituradas). Imediatamente após o cozimento, os melomakarona são embebidos em uma mistura de água com açúcar e mel e depois polvilhados com nozes. Há também uma versão menos tradicional da receita mergulhada em chocolate escuro.

Outro país com biscoitos no cardápio é a Polônia, o Kołaczki é um biscoito cheio de geleia, com a massa geralmente feita com creme de leite ou queijo creme. 
Esses "cookies dobráveis" ​​vêm com uma variedade de recheios, de damasco e framboesa até sementes de papoula, nozes e queijo doce. Eles são cobertos com açúcar de confeiteiro imediatamente antes de serem servidos.

O Bacalao, ou bacalhau salgado, não é comum na maioria dos países durante o feriado, mas é um prato básico do México. Antes da refrigeração ser inventada, era necessários sal para conservar as carnes e peixes. Hoje, esse não é mais o caso, mas a prática ainda existe no país. 
No México o chamado Bacalao à la Mexicana é feita com tomate, ancho chiles (pimenta), cebolas, batatas e azeitonas. 

O Julbord é uma refeição de três pratos, é servido no Natal na Suécia. O primeiro prato é geralmente peixe, especialmente arenque em conserva. Depois são servidos cortes frios, incluindo presunto de Natal e salsichas. O terceiro prato é frequentemente almôndegas e uma caçarola de batata chamada Janssons frestelse. 
Para a sobremesa, o pudim de arroz é popular, e os pãezinhos de açafrão doces também são muito populares. Eles são moldados em um "S" e depois cozidos em sua forma amanteigada final. Eles são servidos à família pela filha mais velha, por tradição.


Nas Filipinas nós temos o Lechón, um porco assado no espeto, o quesa de bola, macarrão, lumpia (rolinhos primavera) e a salada de frutas.
O Natal é um grande negócio nas Filipinas, o país é conhecida por ter a mais longa temporada de Natal começando em setembro e terminando geralmente por volta de 9 de janeiro com a festa do Nazareno Negro. 


Os finlandeses gostam do estilo buffet, que eles chamam de "mesa de Natal", ou Joulupöytä. Sua mesa contém vários pratos típicos da estação, como presunto de Natal, peixes e caçarolas. Outros itens sobre a mesa podem incluir salada de cogumelos, arenque em conserva e ensopado da Carélia. Para a sobremesa, são servidos joulutahti (tortas), piparkakku (pão de gengibre) e pudim de arroz.


Em Portugal eles comem várias coisas: peru recheado, bacalhau, cabrito assado, aletria, rabanada, arroz doce e o bolo-rei, que é um bolo feito de uma massa branca e fofa misturada com passas, frutos secos e frutas cristalizadas.


E por último nos E.U.A nós temos basicamente uma mistura de tudo, isso porque o país foi fundado por imigrantes. Lá eles comem peru recheado, purê de batatas, molho, vegetais cozidos ou assados, presunto, bolos de frutas, pães de gengibre, biscoitos assados, doces em formatos de bengalas natalinas, várias tortas e gemada.

Venha curtir o nosso facebook em Real World Fatos para mais matérias incríveis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário