terça-feira, 17 de dezembro de 2019

Conheça a história dos criminosos mais famosos do mundo #5 - Billy the Kid

Chegou a hora da quinta parte de nossa nova série de matérias sobre a história real dos maiores criminosos que já viveram, aqueles que viraram lendas graças a seus crimes. 
E se você gostar desse tipo de matéria deixe sua curtida em nosso facebook, e leia nossa outra série de matéria sobre pessoas que viraram lendas, os maiores guerreiros do mundo (tanto humanos quanto animais), é ler para crer.

Hoje nós vamos falar daquele que virou uma lenda do Velho Oeste, Henry McCarty, mais conhecido pela alcunha de Billy the Kid. E sim, nós já falamos muita coisa sobre Billy no nosso especial sobre o Velho Oeste "Curiosidades sobre o Velho Oeste e seus grandes nomes", na verdade nós falamos de vários criminosos ali, mas não podemos deixar Billy de fora de nossa lista dos maiores criminosos do mundo não é mesmo? Por isso se prepare e conheça agora mais sobre essa lenda do Oeste Selvagem.

Nascido Henry McCarty, mas também chamado de William Bonney, esse pistoleiro nasceu em Nova Iorque em 23 de novembro de 1859. O jovem perdeu o pai ainda cedo e mudou-se com a mãe, Catherine, e o irmão para Indiana onde sua mãe se casou de novo. Eles mudaram-se várias vezes depois disso, primeiro para Wichita, Kansas, depois para Santa Fé e finalmente Silver City no Novo México, onde sua mãe infelizmente faleceu de tuberculose. 
William tinha 15 anos quando sua mãe morreu, Sarah Brown, proprietária de uma pensão local, deu-lhe abrigo e comida em troca de trabalho. Em 16 de setembro de 1875 o garoto foi acusado de roubar comida e dez dias depois, ele e um de seus amigos foram acusados de roubar roupas de uma lavanderia, Henry foi então preso. Se ele realmente fez tudo isso não dá para saber, mas ele não era tão idiota quanto os guardas pensavam, em apenas dois dias Henry fugiu de sua cela e foi se esconder com seu padrasto, mas as coisas deram errado, seu padrasto lhe expulsou de casa e agora sim Henry partiu de vez pro crime. 
Ele roubou as armas de seu padrasto e também algumas roupas, e essa foi a última vez que eles se viram, e também a primeira vez que o garoto virou noticia em um jornal. Após ir até o Arizona ele arranjou trabalho como um verdadeiro cowboy rancheiro, mas ele apostava seu salário em jogatinas, na verdade ele era conhecido por sempre estar apostando nos saloons da cidade. 
Trabalhando em um rancho ele logo se envolveu com um criminoso e os dois passaram a roubar cavalos pelo dinheiro fácil, Henry ganhou o apelido de "Criança Antrim" por causa de sua idade, rosto sem barba e personalidade afável. Seu primeiro assassinato foi por puro acidente, um bêbado chamado Cahill começou a provocar o garoto e chamou ele de cafetão, Henry então chamou o bêbado de "Filho da P*ta" e uma briga começou, os dois lutaram por um revolver e Henry acabou atirando sem querer em Cahill. As testemunhas confirmaram que foi auto-defesa, Henry fugiu da cena do crime mas depois se entregou, e para a surpresa de todos, antes que o exército viesse recolher os presos, ele conseguiu fugir mais uma vez. 
Ele fugiu novamente para México City, mas no caminho foi assaltado por índios Apache que roubaram seu cavalo, forçando ele a andar vários quilômetros até a civilização. Quase morrendo de fome e cansaço ele pediu ajuda a um amigo, e depois se juntou com outra gangue de criminosos, e novamente saiu nos jornais. Para não ser reconhecido ele passou a se chamar de William Bonney e abandou de vez seu nome de nascimento Henry McCarthy. 
Em 1878 um fazendeiro poderoso e amigo de William foi morto, querendo vingança o jovem se tornou um Delegado da Justiça nomeado por um juiz de paz, ele se juntou aos "Reguladores de Lincoln", uma espécie de gangue ou milicia legalizada. O problema é que quem havia matado seu amigo fazendeiro poderoso, também eram fazendeiros poderosos, e eles logo conseguiram que um juiz corrupto retirasse o título de William, fazendo dele agora um Owtlaw (Fora-da-Lei). 
Sem saber que agora ele era procurado William acabou sendo preso, mas seus amigos o libertaram e colocaram os guardas corruptos na cela dele. Depois William e seu grupo de Reguladores emboscaram e mataram o Xerife William J. Brady e seu delegado George W. Hindman na rua principal de Lincoln. Durante a ação, ele foi ferido por um tiro na perna e em outra batalha foi ferido no braço. Essa guerra entre as duas gangues durou mais alguns meses, na verdade ela ficou cada vez maior e mais perigosa e hoje o evento é conhecido como Guerra do Condado de Lincoln. 
William e seu grupo foram encurralados em uma casa, mas ele novamente conseguiu fugir. Para se vingar de William, ele e três de seus parceiros foram acusados injustamente de assassinato, os outros três tiveram a acusação retirada, menos William, que agora era um Fora-da-Lei de verdade. 
Em 1879 o garoto e dois amigos continuaram a roubar gado e cometer pequenos furtos no Novo México até que Huston Chapmann, um advogado, foi assassinado em uma rua de Lincoln por um homem chamado James Dolan, que havia participado do assassinato do amigo fazendeiro de William que, tentando fazer a coisa certa, se ofereceu como testemunha de acusação e fez um acordo com o governador Lew Wallace. Segundo o acordo, William ficaria "preso" durante o processo, para sua própria segurança, enquanto esperava o julgamento dos assassinos e depois seria solto por seu serviço e ajuda. Mas em 12 de junho, William foge de Lincoln depois de descobrir que o procurador nunca planejou libertar ele. Durante o processo, acaba por matar Bob Ollinger e J.W Bell, delegados da cidade e inimigos pessoais de William segundo algumas fontes. 

Depois de matar mais um homem em uma briga de bar em 1880, William saiu nos jornais mais uma vez, e o jornal lhe deu o apelido que o faria famoso pelo resto da história moderna, a partir de agora ele não era mais William Bonney, ele era chamado de "Billy the Kid", um nome que todo mundo conhece hoje em dia. 
Em 19 de dezembro de 1880, Billy the Kid e sua gangue chegavam a Fort Summer após o anoitecer para descansar. Lá, o grupo foi emboscado por Pat Garrett e seus homens. No confronto, Tom O' Folliard, amigo de Billy foi morto com um tiro no peito, 5 dias depois, em uma nova emboscada em Stiking Springs, Charlie Bowdre foi morto. Finalmente, na noite de 14 de Julho de 1881, Billy foi morto pessoalmente por Pat Garrett em Fort Summer, enquanto estava escondido no rancho de um velho amigo. Conta-se que Billy entrava no quarto de seu amigo, quando percebeu alguém escondido nas sombras do cômodo. Não reconhecendo Pat, Billy perguntou em espanhol "quem é?", Garrett então disparou duas vezes. Um dos tiros acertou o peito de Billy, que morreu pouco depois. 
Esse foi o fim da lenda do oeste, mas claro que nem todo mundo aceitou sua morte, alguns diziam que Billy tinha sobrevivido e ido para o Texas, mas não existem evidencias para provar isso. No dia de sua morte, Billy tinha apenas 21 anos, fazendo jus ao seu apelido de "the Kid". 
E por incrível que pareça a história de Billy continuou por muitos anos, em 1880 o governador de Novo México Lew Wallace havia prometido perdoar Billy pelo assassinato do xerife, mas a decisão desse perdão só saiu em 31 de dezembro de 2010, 130 anos depois. O perdão de Billy the Kid foi negado pelo governador do Novo México, Bill Richardson. E não precisa nem dizer que Billy apareceu em diversos jogos, filmes, séries, etc, ficando cada vez mais famoso. Para se ter uma ideia de sua fama, apenas uma foto de Billy the Kid existia, quando uma segunda foi encontrada ela foi comprada de uma loja de varejo por $ 2, mas seu preço subiu para $ 5 milhões quando confirmaram que a foto era mesmo de Billy. 
Outro fato sobre sua vida que lhe rendeu fama foi a recompensa de 500 dólares que colocaram em sua cabeça, pode não parecer muito  mas aqueles 500 hoje são o equivalente a $12,000. 
O cara realmente se tornou uma lenda do Velho Oeste e seu nome vai viver pra sempre na memória do povo.

Se você gostou da matéria deixe a sua curtida em nosso facebook Real World Fatos, e volte aqui mais vezes para ler mais matérias interessantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário