segunda-feira, 6 de maio de 2019

As raças de gatos mais raras do mundo

Aqui no RWF você já viu algumas raças de gatos (e de cães também) que foram extintas, completamente apagadas da história, mas agora você vai conhecer algumas raças que ainda existem, mas são tão raras que você nunca vai ver elas cara-a-cara.
Para ver as raças mais raras de cães, clique aqui e se entretenha.

O Burmilla é uma raça de gato doméstico que se originou no Reino Unido em 1981. Ele é uma raça independente, sociável e brincalhona, mas precisam de uma dieta balanceada e também de ter seu pelo escovado semanalmente.
Ele é raro porque a espécie ainda é considerada nova, mesmo assim ele já chegou a ganhar campeonatos nos anos 90.

O Korat deixou sua marca na história antiga, esses gatos viviam em mosteiros no Reino do Sião no século XIV. Os gatos Korat eram considerados sortudos e foram reservados para membros do governo tailandês ou representantes estrangeiros como uma enorme honra. 
Devido a sua raridade hoje em dia existe a crença de que apenas ver um deles em pessoa trás boa sorte.

O Ragamuffin é uma raça relativamente nova, tendo sido introduzida pela primeira vez oficialmente em 2003. 
Com grandes olhos azulados e casacos grossos e macios, eles são considerados por muitos "gatos de madame". No entanto, os Ragamuffins são originários de gatos de rua e são surpreendentemente de baixa manutenção, apesar de terem pelos compridos, eles não são propensos a enrolar. 
Notáveis ​​pelo seu tamanho grande, disposição amigável e força, eles logo devem ficar bem conhecidos no mundo de colecionadores de gatos.


O próximo na nossa lista é o Van Turco, que ao contrário de outros gatos ama a água, por isso não se surpreenda se você vê-los dando um mergulho no rio. 
Estes gatos ​​são originários do leste da Turquia, na região do Lago Van, mas eles foram criados por profissionais britânicos. Eles estão por aí desde o século XIX, mas esse gato é raro porque o governo turco não permitia que eles saíssem do país.

O LaPerm é o poodle dos gatos, seu pelo encaracolado é sua marca registrada, o filhote pode nascer com ou sem pelos e eles podem vir lisos ou crespos, de qualquer jeito eles ficam encaracolados quando ele envelhece. 
A raça é conhecida por ser amigável, até mesmo com estranhos, o que facilita muito esses gatos serem roubados e depois revendidos no mercado negro para colecionadores.


O Gato-de-Bengala-Branco é uma variedade do gato de bengala, e não uma raça separada, mas como ter um desses gatos de cor normal já é raro, ter um branco é muito mais raro.
O Gato-de-Bengala, ou Bengal, é uma raça de gato que originou-se do cruzamento entre gatos domésticos e o gato-leopardo asiático. Mesmo assim ele pode ser domesticado facilmente.
Em muitos lugares ter esse gato é ilegal, mas criadores sempre dão um jeitinho de burlar a lei.


O Sokoke foi criado nos anos 70, fazendo dele uma raça relativamente nova. 
Nativo do Quênia as pessoas acreditavam que ele era, assim como o Gato-de-Bengala, uma mistura de gato doméstico com selvagem, mas estudos refutaram essa hipótese.


Além de sua versão mais conhecida o Sokoke também vem em uma variedade ainda mais rara, onde ele é quase esbranquiçado e não tem suas famosas pintas.


Esse gato chamado Minskin também é considerado novo, ele foi criado em 1998. Ele normalmente vem peladinho assim mesmo, mas dependendo do criador ele pode vir com pelos curtos, mas nunca longos.
Seu temperamento é descrito como carinhoso e brincalhão, ele vive em média 14 anos e pesa em média apenas 2 kg.


O Peterbald é uma raça de gato de origem russa. Foi criado em São Petersburgo em 1994 a partir de uma reprodução experimental.
Sua pele é lisa mas ele pode ter pelos ralos e manchas. Eles são gatos pacientes, brincalhões, curiosos e energéticos, perfeitos para serem animais de estimação.


O Norueguês-da-Floresta é uma raça de gatos de aspecto selvagem da Noruega. O frio do país deu a esse gato um casaco de pelos de respeito, eles até mesmo tem uma "juba" em seu pescoço para melhor proteção.
O Norueguês da Floresta requer escovagem ocasional, pois, apesar de compridos, os pelos dificilmente se embaraçam. Como todos os outros gatos, ele passa por uma mudança de pelos uma vez ao ano.
A raça tem instintos de caçador e um temperamento cauteloso e inteligente.


O Gato-do-Mato-Grande, ou Geoffroy's Cat, é um mamífero carnívoro encontrado nas regiões sul e central da América do Sul. A raça tem temperamento solitário e vivem sozinhos na natureza, embora não sejam domesticados muitos colecionadores ainda compram eles no mercado negro para serem animais de estimação.


Além disso o Gato-do-Mato-Grande também vem na cor preta, sendo ainda mais raro e valioso do que a outra versão.
Eles estão no topo da cadeia alimentar de seu ecossistema e se alimentam principalmente de roedores, lebres, pequenos lagartos, insetos e ocasionalmente sapos e peixes. 
As fêmeas possuem territórios de 2 a 6 quilômetros quadrados, os machos de até 12 quilômetros.


Gato-de-Pelo-Curto-Inglês, essa é uma raça de gatos de origem britânica. É mais conhecida por sua pelagem cinza e olhos amarelos vibrantes. 
O gatinho também ficou conhecido por ser a inspiração pro gato risonho de Alice no País das Maravilhas.


O Mau-Egípcio (sim é um péssimo nome, mas fazer o que né?) é uma raça de gato que descende de animais originários do Antigo Egito. 
Esses gatos podem ser vistos em papiros e construções egípcias anteriores a 1000 a.C. A raça esteve perto da extinção, no entanto, têm sido feitos cruzamentos na Europa para se criarem gatos que apresentem os padrões da antiga raça.
Um fato interessante da raça é que seu pelo preto pode virar marrom claro se o gato for exposto ao sol por muito tempo.


Bombaim é uma raça de gatos de pelagem curta e preta, originária dos anos 70 nos Estados Unidos. A história dessa raça começa de uma maneira estranha, quando a norte-americana Nikki Horner decidiu criar um gato que fosse a miniatura perfeita de uma pantera-negra! Bom... acho que ela conseguiu.
Alguns gatos da raça miam muito e no geral são extremamente afetuosos. Outra das características do comportamento do Bombay é que não são gatos muito ativos, embora sejam muito brincalhões. Vive bem com outros gatos machos ou fêmeas. Gosta muito de ronronar. É um gato que não gosta de ficar só por muito tempo sendo mais indicado pra quem trabalha em casa.


O Bobtail Kurilian é uma raça de gato proveniente das Ilhas da Rússia. Seu pelo longo lhe protege do frio, ele ainda é um ótimo caçador e pescador. Caçadores até mesmo usam eles para enfrentar filhotes de ursos.


O Bobtail Japonês ou mi-kê é uma raça de gato originária do Japão, acredita-se que eles possam ser parentes dos Kurilian. Essa raça em particular era usada para caçar camundongos antigamente, hoje em dia eles são mais usados como animais de estimação.
Considerados de boa sorte ele ficou conhecido mesmo foi por ter inspirado a criação da gatinha Hello Kitty e das estátuas do Maneki Neko.


O Manx ficou conhecido pelo fato dele simplesmente não ter uma cauda. Lendas sobre ele existem aos montes incluindo uma que diz que Noé fechou a porta da arca no rabo dele e ele o perdeu pra sempre.
Trata-se de uma raça com temperamento dócil e brincalhão. São gatos muito ativos e fortes, que possuem grandes habilidades de saltos, pulando a grandes distâncias. 
Dotados de muita curiosidade, os gatos dessa raça são capazes de aprender a utilizarem suas patas para mover maçanetas de portas e abri-las com o objetivo de entrar em um local que tenha algo que eles queiram.


O Tonquinês é uma raça de gatos desenvolvida no início do século XX a partir do cruzamento entre o gato siamês e o gato birmanês. No início eles eram conhecidos como "siameses dourados".
De caráter afetuoso e sociável são muito inteligentes. Gostam de longos passeios. O grande problema é que eles são tão amigáveis que eles costumam ficar perto de automóveis por associa-los a pessoas, o que leva a atropelamentos, roubos e crueldades em geral.


O Scottish Fold é uma raça de gato doméstico originária da Escócia. Os gatos desta raça possuem naturalmente um gene dominante mutante, que afeta as cartilagens do corpo, dando a eles essas orelhinhas características.
Eles tendem a ser ótimos animais de estimação muito ligados aos seus donos e por natureza são muito afetuosos. Gostam muito de realizar brincadeiras, são inteligentes, leais, e principalmente adaptáveis a qualquer pessoa que estiver em seu lar.


E por último temos o Turkish Angora, um gato conhecido por sua pelagem completamente branca e olhos que podem ser de cores diferentes. 
Acredita-se que essa raça em particular foi a que deu origem a quase todos os gatos de pelo comprido dos dias modernos.
Estes gatos são conhecidos na Europa desde o início do século XVII. Após o período Vitoriano, quase desapareceram. A raça de hoje trata-se de uma recriação artificial que trouxe grandes melhorias para a pelagem do animal, e também aumentou a variedade de cores.

Espero que tenha gostado da matéria, não deixe de curtir nosso facebook, nós enviar um e-mail ou apenas comentar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário