quarta-feira, 29 de maio de 2019

As motos mais estranhas que já foram feitas

Aqui no RWF você já viu a matéria "Os carros mais estranhos e mal-projetados que já foram lançados", agora vamos falar de motos. 
Você acha que por ter um design mais simples seria mais fácil eles fazerem uma moto, mas alguns fabricantes decidiram inovar até demais, e o resultado você confere agora.

Vamos começar com a Jaguar, seu formato único já é o suficiente pra ela ser considerada estranha, na verdade o animal é o logo de sua fabricante. Eles, por algum motivo, acharam que seria uma boa ideia fazer uma moto com ele e o resultado foi essa coisa estranha que parece ser muito desconfortável.

Embora o nome dessa bike seja Uno, ela na verdade tem duas rodas, uma em cada lado. 
A motocicleta é elétrica e funciona bem, mesmo assim em seus primeiros testes seu motorista, que era também o seu criador Ben Gulak, machucou o joelho nas curvas, não precisa nem dizer que o Uno não foi um grande sucesso no mundo automobilístico.

A Roadog foi inventada por Wild Bill Gelbke, essa super-moto vem com 17 pés (5 metros) de comprimento e mais de 3000 libras (1360 kg) de peso, ela é então a maior motocicleta já construída no mundo. O Wild Bill ainda conseguiu vender um punhado delas para alguns clientes insanos.

Essa moto tem 48 cilindros, conheça a Whitlock Tinker Toy a ganhadora do recorde mundial nesse quesito. 
Criada por Simon Whitlock essa motoca é totalmente legalizada, mesmo assim ainda é bizarra de se ver.


Essa é a Monowheel, ela podia ter um conceito estranho mas funcionava perfeitamente bem, na verdade esse tipo de moto era considerado o "futuro" por muitos e várias empresas tentaram fabricar elas, mas a moda nunca pegou e hoje elas são itens de colecionador.


Essa é a moto trenó, a ideia era simples, se motos não podiam andar na neve mas trenós podiam, a solução logicamente era juntar os dois em um só.
Com partes de madeira nas rodas ela deslizava na neve, e ainda vinha com um sidecar para passageiros.


Esta foi outra tentativa de fazer uma moto de neve. Em um esforço para impulsionar as vendas a Índia produziu este kit de skis estranho que poderia ser anexado as motos. 
Hoje elas estão em museus, principalmente o museu Lyman & Merrie Wood de Springfield History em Springfield, Massachusetts.


A carreira de Glenn Curtiss começou como mensageiro de bicicletas, corredor e dono de loja. No início dos anos 1900, quando os motores de combustão interna começaram a estar disponíveis, ele começou a fabricar suas próprias motocicletas, incluindo esta V8.
Pode parecer um pouco estranho, mas ele usou ela para quebrar o recorde de velocidade de 136 mph (218 Km/h) em 1907, um recorde que durou por décadas. 


As motocicletas eram usadas para várias coisas nas primeiras décadas de 1900. Um desses usos foi como uma ambulância. 
As ambulâncias de motocicleta eram mais leves e versáteis que os veículos maiores. Esta ambulância da Primeira Guerra Mundial podia levar dois soldados feridos simultaneamente e protegê-los totalmente com uma cobertura. 
Ainda hoje motocicletas são frequentemente usadas como veículos de resposta a emergências em muitos locais, usando um carrinho lateral ou até um trailer para transportar os feridos.


E se servia pra humanos porque não cachorros? De acordo com a Popular Mechanics, esta máquina estranha foi realmente usada pelo Hospital e Instituto de Animais de Knightsbright em Londres em 1912. A unidade de Maryland da Humane Society ainda usava uma ambulância de motocicleta até o ano de 1937.


Essa aqui é um acidente esperando pra acontecer, ela tinha um passageiro bem na frente dela! 
Muitos fabricantes usaram esse design, mas preocupações por segurança logo ficaram maiores e o design caiu no esquecimento, ainda bem!


Este triciclo customizado tem espaço para quatro passageiros, ele ainda vem com lugar para colocar uma tenda para evitar chuvas. 
Mesmo assim ele não fez muito sucesso nas ruas, é usada mais por clubes de motociclistas.


Essa mini-moto chega a ser fofa de tão pequena, as Welbikes foram projetadas para facilitar o transporte dos militares britânicos durante a Segunda Guerra Mundial. Elas poderiam caber em um pequeno contêiner (desmontadas) e foram usadas ​​por pára-quedistas após o desembarque em território inimigo. 
Naturalmente, seu pequeno design as levou a ser pouco potentes, de modo que, embora tivessem um bom uso, nunca se tornaram veículos importantes para o esforço de guerra, e nem foram usadas nas ruas modernas, ao contrário da...


... Honda Motocompo, ela foi a resposta da Honda para a moto urbana perfeita. Ela era pequena e cuidadosamente arrumada para que pudesse ser guardada em um Honda City (um carro pequeno que ainda tem uma versão em produção). 
Enquanto o Honda City vendeu bem, o Motocompo não. Como tal, a produção parou nos anos 80.


Essa é a Taurus 2x2, imagine um quadriciclo com apenas duas rodas e você tem essa moto. Feita para andar em terrenos difíceis essa motoca tinha rodas enormes e podia ser desmontada facilmente. 
Ela acabou tendo um sucesso moderado na Rússia, mas em outros países ela não vingou.


Essa moto conceito tinha uma ideia simples: era uma moto pra quem não gosta ou tem medo de motos. A ideia era criar um veículo elétrico em que o motorista não precisava colocar os pés no chão. Mas ela não foi o sucesso esperado, quem sabe no futuro?


Essa motinho foi feita para levar coisas, seu nome é EsCargo, ela é elétrica e vem com espaço para você carregar objetos pessoais no centro e na frente.


Essa é a Lazareth LM847, seu destaque é que ela tem 470 cavalos de potencia. Ela na verdade tem 4 rodas o que faz dela um quadriciclo.
Ela foi feita apenas para celebrar o fato de que a França baniu o limite de 100 cavalos de potencia em motos em 2016.


Essa é a Terracraft, um veículo de 3 rodas que usa um sistema de computador para nivelar as rodas em qualquer terreno.
Ele ainda precisa de algumas modificações mas quem sabe ela é o futuro das motos?

E aí curtiu? Se a resposta for sim venha curtir nosso facebook também em Real World Fatos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário