terça-feira, 30 de abril de 2019

Veja quem inspirou a criação de seus heróis e vilões favoritos

Chegou a hora de mais uma matéria curiosa sobre quadrinhos, hoje nós vamos ver quem inspirou a criação de seus heróis e vilões favoritos. 
Confira a matéria e depois venha curtir nossa página no facebook em Real World Fatos.

Começando com o vilão mais famoso da DC Comics, o Coringa foi inspirado pelo ator alemão Conrad Veidt, mais precisamente por seu personagem Gwynplaine do filme de 1928 O Homem que Ri. 
No filme o personagem, que foi abandonado quando criança, tem um rosto desfigurado que está sempre sorrindo, ele acaba virando a estrela de um circo onde ele trabalha como uma aberração, até descobrir que ele pertence a Família Real, ele acaba abandonando seu título e foge da Inglaterra com seu verdadeiro amor, uma garota cega.

Já a Harley Quinn foi inspirada nela mesmo! Como já dissemos em nossa série de matérias "Veja 15 personagens que foram baseados em pessoas reais" a personagem foi inspirada pela atriz e dubladora Arleen Sorkin.
O criador da personagem Paul Dini estava em casa assistindo a novela Days of Our Lives, especificamente um episódio em que Arleen aparecia vestida como uma boba da corte. Paul então ligou para a atriz e perguntou se ela gostaria de fazer aquele personagem no desenho do Batman, Arleen aceitou, e Dini criou a Harley Quinn especialmente para ela.

A inspiração por trás do mutante Charles Xavier foi o ator Yul Brynner, já a sua personalidade foi inspirada pelo ativista Martin Luther King Jr. 
Yul costumava raspar seu cabelo, o que virou sua marca registrada, seu jeito calmo mas impactante de atuar também inspirou os maneirismos do mutante.

O herói mais famoso do mundo, o Super Homem, foi inspirado pelo ator Harold Loyd. Seus criadores eram fãs de filmes de época e Loyd era conhecido por ter um olhar sereno mas grande habilidades físicas, perfeito para Clark Kent, o alter ego do herói.
O escritor Jerry Siegel baseou vagamente o enredo da primeira aparição do herói nos livros de John Carter of Mars, uma série sobre um soldado da Guerra Civil que viaja para Marte e percebe que ele é extremamente poderoso devido à fraca gravidade existente. 
Já as poses icônicas do Superman foram baseadas nas poses icônicas do ator Douglas Fairbank.

E a eterna namorada do herói, Lois Lane também foi inspirada por uma pessoa real, nesse caso a atriz Glenda Farrel.
Na verdade o que realmente inspirou Jerry Siegel foi uma das personagens de Farrel chamada Torchy Blane, cujo até o nome soa como Lois Lane e também era uma repórter.


Outro herói inspirado por Douglas Fairbank foi o Batman, mais precisamente no seu papel de Zorro do filme de 1920. 
Bob Kane chegou a dizer que aquela habilidade atlética, a máscara e fantasia de Zorro, seu covil secreto e sua dupla identidade de um rico empresário foram todos incorporados no Batman. 
Outra inspiração para o herói foi o também herói fictício Shadow, mas ele inspirou apenas as histórias do herói e não suas características físicas.

Já Tony Stark, o Homem de Ferro, foi baseado no playboy aviador Howard Hughes, tanto que o pai de Tony foi batizado de Howard em homenagem ao cara.
Howard Robard Hughes, Jr. foi um empresário americano, investidor, aviador, engenheiro aeroespacial, inventor, cineasta e filantropo. Ele era rico e vivia uma vida excêntrica. Em seus últimos anos, o agravamento do transtorno obsessivo-compulsivo e a dor crônica de Hugh levaram-no a uma vida reclusa e bizarra.
Stan Lee disse que Hughes era um dos homens mais excêntricos da época, perfeito para seu novo personagem que também seria excêntrico.

A Mulher Gato foi inspirada na atriz Jean Harlow, apelidada de "Marylin Monroe original" por alguns de seus fãs. 
O escritor Bob Kane era um grande fã de filmes antigos e isso o levou a criar vários personagens do mundo do Batman baseados em suas atrizes e atores favoritos. Ele disse que Jean "parecia personificar a pulsação feminina em sua forma mais sensual" o que serviu perfeitamente para a criação da vilã.

O atual Shazam, e antigo Capitão Marvel, foi inspirado no ator Fred MacMurray, de seu cabelo liso até seu queixo protuberante, tudo veio de Fred.
Além disso a personalidade do herói também veio de Fred. Seus criadores queriam fazer uma revista mais pé no chão, e o ator era conhecido por ser humilde na vida real.

John Constantine é ninguém menos do que o cantor Sting, na verdade o personagem só foi criado porque seus desenhistas queriam muito desenhar o Sting.
Os artistas Steve Bissette e John Totleben pediram ao então escritor Alan Moore que criasse um personagem que eles poderiam desenhar para se parecer com Sting. Moore decidiu que queria criar um "místico de colarinho azul" mais jovem, já que a maioria dos magos eram retratados como homens velhos nos quadrinhos, assim nasceu John Constantine.

O co-criador do Homem-Aranha Stan Lee queria um personagem que fosse um idiota mal-humorado e egoísta que menosprezasse seus funcionários e fosse mão de vaca. Então, naturalmente, Lee baseou o personagem J. Johah Jameson em si mesmo. 
Você pode ver no cabelo prateado de Jameson e no bigode que seu visual refletia a aparência de Stan Lee na época. Muitos trabalhadores da Marvel durante a década de 60 provavelmente concordariam que Lee era uma versão levemente melhor do editor-chefe do Dayle Bugle.
Stan até chegou a pedir para interpretar o personagem em um filme, mas quando o  filme do Homem Aranha finalmente saiu do papel Lee já estava velho demais para atuar nele.

Desde o início do projeto o aclamado escritor Neil Gaiman requisitou que Lúcifer fosse inspirado em David Bowie. 
"O jovem cantor folk Bowie foi a inspiração. Eu imaginei Lúcifer como um anjo viciado, e o jovem Bowie era o mais próximo que chegamos", disse Gaiman ao Chicago Tribune.

Quando o escritor Roger Stern e o ilustrador John Romita Jr. criaram Monica Rambeau para se tornar a mais recente Capitã Marvel, eles se inspiraram na atriz Pam Grier para criar a sua aparência, mas eles se surpreenderam quando Romita foi orientado a procurar uma modelo mais bonita pelos seus chefes.

Essa aqui não deve surpreender ninguém mas Nick Fury foi inspirado no Samuel L. Jackson, isso porque Mark Miller achava o ator a pessoa mais legal do mundo.
Quando Jackson, que é um fã de quadrinhos, viu que seu rosto estava em uma revista, ele resolveu ter uma conversinha com a Marvel, que prontamente lhe ofereceu o papel de Nick Fury nos cinemas.


Darkseid foi inspirado por duas pessoas da vida real, segundo seu criador, Jack Kirby, seu rosto foi modelado no ator Jack Palance.
Já a sua personalidade nada amigável foi inspirada por ninguém menos do que Adolf Hitler.


Wolverine foi inspirado pelo animal Wolverine, chamado no Brasil de glutão, mas na hora de desenhar o personagem sem máscara pela primeira vez, o ator Paul D'Amato foi usado como inspiração.


A Mulher Maravilha foi na verdade inspirada em duas pessoas diferentes, a esposa e a amante de seu criador William Moulton Marston. William era um feminista acirrado que achava que se mulheres dominassem o mundo tudo ficaria bem e o mundo viveria em paz.
Sua esposa Elizabeth Holloway Marston tinha um bacharelado, mestrado e graduação em direito em uma época em que poucas mulheres iam à faculdade. Ela ainda havia ajudado o marido com sua pesquisa sobre a pressão arterial (que levou a invenção do detector de mentiras). Olive Byrne, amante de Marston, era sua aluna de psicologia. Quando se apaixonaram, Marston deu um ultimato à sua esposa: ou Byrne morava com eles ou ele a deixava. Ela concordou e, entre 1928 e 1933, cada mulher deu a Marston dois filhos. E ambas inspiraram a personagem.

Miles Morales, o Homem Aranha, foi criado pelo escritor Brian Michael Bendis e pela artista Sara Pichelli. A aparência dele em sua primeira aparição foi fortemente influenciada pela aparição do ator afro-americano Donald Glover em "Antropologia 101", a estreia da segunda temporada da comédia televisiva Community. 
Essa inspiração toda foi na verdade uma referência a uma campanha on-line malsucedida que tentou garantir a Glover uma audição para o papel principal no filme The Amazing Spider-Man de 2012. Bendis disse: "Ele parecia fantástico! Eu o vi na fantasia e pensei: 'Eu gostaria de ler esse livro.' Então fiquei feliz por estar escrevendo esse livro."
Miles também foi inspirado por Barack Obama, o primeiro presidente negro da história dos E.U.A.

Se você gostou do artigo que acabou de ler venha curtir o nosso facebook em Real World Fatos, lá tem mais coisas maneiras para você ler.

Nenhum comentário:

Postar um comentário