quinta-feira, 11 de abril de 2019

Conheça algumas celebridades que deveriam ter morrido mas se salvaram

Celebridades não sofrem o que pessoas pobres sofrem, mas a morte não escolhe suas vítimas baseadas no saldo bancário. Mesmo assim existem muitos famosos que escaparam da morte por muito pouco.
Conheça 20 celebridades que deveriam ter morrido mas acabaram se salvando.

Seth Macfarlane atingiu a fama com seus desenhos Uma Família da Pesada, American Dad e The Cleveland Show, mas Seth poderia nunca ter criado nada disso.
Em 2001, ele estava programado para retornar a Los Angeles no vôo 11 da American Airlines, depois de ter sido o orador principal na Escola de Design de Rhode Island. Felizmente para MacFarlane ele havia bebido um pouco demais na noite anterior e seu agente lhe havia passado o horário errado, e ele acabou se atrasando. 
Seth chegou ao Aeroporto de Boston Logan alguns minutos depois que o seu avião já havia decolado e ele foi informado de que teria que esperar pelo próximo vôo. 
Apenas uma hora depois, o vôo 11 foi jogado nas Torres Gêmeas por terroristas muçulmanos, matando todos no avião. MacFarlane rapidamente contatou seus pais depois que o avião bateu no WTC para dizer que ele ainda estava vivo.
Seth chegou a brincar dizendo que o "álcool é seu amigo", ele ainda agradeceu a seu agente de viagens por ter lhe informado o horário errado do vôo, porque mesmo de ressaca ele poderia ter chegado a tempo se ele não tivesse se confundido.

Similarmente o ex-rapper e ator Mark Wahlberg também deveria ter morrido no 11 de setembro, naquele dia em 2001 ele e alguns amigos estavam programados para voar no vôo 11 da American Airlines, de Boston a Los Angeles. 
No último minuto, porém, eles mudaram seus planos e decidiram alugar um avião para Toronto, no Canadá, para um festival de cinema. De Toronto, eles voaram para Los Angeles. 
Mas ao contrário de Seth, Mark não levou sua quase morte muito bem, ele disse que já teve mais de 50 pesadelos diferentes sobre o ocorrido, e que se ele estivesse no avião provavelmente teria tentado lutar contra os terroristas e morrido no processo.

Mick Jagger deveria estar morto, não por causa de seu uso abusivo de drogas e álcool, mas porque ele deveria ter sido assassinado, mas uma tempestade inesperada salvou a sua vida.
Tudo começou em 6 de dezembro de 1969 durante o agora icônico show em Altamont Speedway. O show tinha problemas desde o começo, mas um dos maiores foi o fato de que os "seguranças" do evento eram na verdade membros da gangue de motociclistas Hell's Angels, mas tudo piorou ainda mais quando um espectador chamado Meredith Hunter, irritado com seu tratamento áspero nas mãos da "equipe de segurança" durante uma tentativa frustrada de subir ao palco, sacou uma arma. O membro do Hell's Angel Alan Passano interveio, apunhalando Hunter e incapacitando-o antes que outros membros da gangue se juntassem e dessem uma surra no cara. Embora os Stones não soubessem disso na época, eles estavam se apresentando durante um assassinato.
Jagger rapidamente passou a culpar os Hell's Angels por toda a confusão, o que claro, irritou a gangue, já que eles haviam matado o cara para proteger os artistas, tanto que Passano foi inocentado por ter matado Hunter em auto-defesa.
Como o ex-agente do FBI Mark Young disse à BBC durante uma entrevista, os motoqueiros pretendiam se vingar matando Jagger, mas como já dissemos, uma tempestade inesperada salvou a vida do artista.
Os motoqueiros queriam invadir a propriedade de Jagger usando barcos, mas uma tempestade virou o veiculo e eles quase se afogaram. Jagger só soube da tentativa de seu assassinato anos depois do ocorrido, e quando a história veio a público ele se recusou a dar comentários.

50 Cent já virou piada pronta no quesito celebridades que deveriam ter morrido, afinal o cara levou 9 tiros e ainda está fazendo shows até hoje.
Aos 12 anos, 50 já vendia drogas assim como sua mãe, no ano 2000 ele estava sentado no carro de um amigo em frente a casa de sua avó, quando outro carro estacionou ao seu lado e começou a atirar nele. 50 Cent foi baleado na mão, braço, quadril, ambas as pernas, peito e bochecha esquerda.
O tiro através de sua bochecha o deixou com uma língua permanentemente inchada. Isso é causado por um fragmento de bala que está alojado no interior de sua boca. Seu médico decidiu deixá-la lá, pois poderia causar mais danos do que ajuda tentar retirá-la.
Acredita-se que o motivo para a tentativa de assassinato tenha sido uma mixtape do rapper, onde ele chamou um traficante pelo nome de verdade, o que provavelmente motivou uma retaliação. 
50 sobreviveu, e devido a sua fisioterapia acabou saindo do hospital com mais músculos do que ele havia entrado.


Antigamente no mundo do hip hop você podia morrer a qualquer hora, e Obie Trice quase bateu as botas. 
O ano de 2005 estava indo muito bem pra Obie, ele havia se tornado um membro do círculo do rapper Eminem, o que alavancou sua carreira, mas em 31 de dezembro as coisas mudaram rapidamente.
Enquanto Obie e sua namorada dirigiam, um outro carro se aproximou deles e disparou 6 balas, uma delas, a única que atingiu Obie, pegou bem na sua cabeça, sua namorada avisou a policia, que nem perceberam que o rapper tinha levado um tiro já que ele havia conseguido dirigir pra fora da avenida sozinho. 
Os médicos acabaram deixando a bala no crânio dele, já que era muito perigoso tentar retirar ela de lá.

Justin Bieber é uma das celebridades mais odiadas do mundo, e era só questão de tempo até alguém tentar fazer algo sobre a situação. 
A possibilidade de um plano para tirar a vida do cantor foi noticiada pela primeira vez em dezembro de 2012, e mais detalhes foram divulgados em fevereiro de 2013. 
De acordo com a ABCNews, a coisa toda foi orquestrada por Dana Martin, um detento na Instalação Correcional do México. Martin estava cumprindo uma sentença de 978 anos por assassinato e estupro quando contatou ex-associados para começar o planejamento. 
As autoridades haviam gravado conversas telefônicas nas quais Martin dava instruções aos seus associados que incluíam como estrangular Bieber com um cachecol, e também como castrar o cantor e seu segurança. Antes que pudessem se aproximar dele, os cúmplices de Martin, Mark Staake e Tanner Ruane, foram presos depois de atravessarem a fronteira para o Canadá. 
De acordo com a CNN, a dupla tinha planos para matar quatro pessoas e eles estavam em Vermont quando tomaram a decisão errada que os levou a um confronto com a Patrulha de Fronteira dos EUA. 
Staake foi preso imediatamente e, quando Ruane foi libertado, ligou para Martin para lhe contar o que estava acontecendo. Mesmo que eles falassem em código, a chamada foi gravada e Ruane foi preso por conspiração para cometer assassinato.


John Lennon não foi o único Beatle a sofrer uma tentativa de assassinato, mas no caso de George Harrison a tentativa falhou.
Em 30 de dezembro de 1999, Harrison e sua esposa foram atacados em sua própria casa por Michael Abram, um homem de 34 anos que sofria de esquizofrenia paranoica, ele atacou Harrison com uma faca de cozinha, perfurando seu pulmão e causando ferimentos na cabeça antes que Olivia Harrison incapacitasse o assaltante, golpeando-o repetidamente na cabeça com uma lâmpada.  
Após o ataque, Harrison foi hospitalizado com mais de 40 facadas, uma delas errou seu coração por apenas alguns centímetros, e a parte de seu pulmão perfurado teve de ser removida. 
Por ser insano Abram nunca foi sentenciado, e Harrison, mesmo tendo sobrevivido ao ataque, acabou morrendo de câncer de pulmão aos 58 anos.


Em 1998, Jonathan Norman foi condenado a 25 anos de prisão por seu plano de invadir a casa de Steven Spielberg, levar sua família como refém e torturar o diretor. 
A BBC informou que quando Spielberg falou à corte, ele disse: "Se Jonathan Norman tivesse realmente me confrontado, eu genuinamente, no fundo do meu coração, acredito que teria sido estuprado ou mutilado ou morto. Se ele estiver na rua, eu vou viver com medo." 
Norman havia sido preso depois de duas tentativas de invadir a propriedade Pacific Palisades de Spielberg. Isso foi em 1997, e quando ele fez suas tentativas, ele tinha com ele fita adesiva, algemas e uma faca. Spielberg não estava em casa na época, relatou o LA Times. 
Norman havia chegado a alugar o mesmo carro que a esposa de Spielberg dirigia, esperando usá-lo para ultrapassar a segurança. 


Madonna teve vários encontros com o perseguidor profissional Robert Dewey Hoskins, mas em 1996 as coisas foram além, ele pulou a cerca de seu complexo em Hollywood Hills e declarou que "casaria [com Madonna] ou cortaria a garganta dela". 
Um guarda-costas atirou nele e a polícia o deteve. Madonna não estava em casa na época, mas testemunhou contra ele mais tarde no tribunal.


Em 1976, atiradores amadores atacaram Bob Marley, sua esposa e seu empresário dois dias antes de um concerto que Marley havia organizado para unir facções políticas opostas na Jamaica. O cantor sofreu ferimentos leves e tocou no show apesar do tiroteio.
Quando Marley finalmente morreu de câncer em 1981 muitos de seus fãs acharam que tudo não passasse de uma conspiração, e que Marley realmente tinha sido assassinado e seus exames tinham sido forjados pelo governo que o queria morto. 


Tupac Shakur não é um nome que você espera ver em uma lista de celebridades que sobreviveram a morte, mas na verdade o rapper sobreviveu à primeira tentativa de assassinato, foi a segunda que o matou. 
Um tiroteio em 1994 no saguão de um estúdio de gravação em Manhattan quase matou Shakur, que acreditava que o ataque foi um esquema, e não um roubo, já que os três atiradores não pegaram seu Rolex super caro. 
Ele acusou os rappers Notorious BIG e Puff Daddy de orquestrar o ataque, que ocorreu pouco antes de Shakur receber um veredicto por um caso de agressão sexual que estava enfrentando. Mais tarde, em 1996, um atirador desconhecido matou Shakur em Las Vegas.


Se você leu nossa matéria sobre curiosidades do ator Jackie Chan, você já sabe que ele costumava enfrentar as tríades chinesas regularmente, quando Chan foi pela primeira vez para a América de Hong Kong, um sniper disparou contra ele na pista do aeroporto. 
Em 2012, Chan disse que três homens armados com facões o cercaram quando ele estava jantando em um restaurante. 
Em resposta aos ataques, Chan armou-se com armas e granadas e contratou capangas da China continental. Eventualmente, Chan os pagou e eles o deixaram em paz.


Jimmy Buffett estava voando a bordo de um velho avião da Segunda Guerra Mundial para a Jamaica, junto com ele estavam Chris Blackwell, fundador da Island Records, Bono Vox e a família do vocalista do U2, e todos planejavam ter umas boas férias. 
Mas, sem o conhecimento dos turistas, as autoridades jamaicanas identificaram erroneamente seu avião como um dos usados por traficante de drogas, então quando ele pousou, os policiais abriram fogo. 
Os policias atiraram em torno de 100 balas, forçando Bono e sua família a se esconderem. "Eu senti como se estivéssemos no meio de um filme de James Bond", disse Bono depois, "só que isso era real". 
Felizmente, ninguém ficou ferido no caos, e as autoridades jamaicanas mais tarde se desculparam mas não admitiram nenhuma culpa. Mas Bono não ficou por perto tempo suficiente para ouvir alguém dizer que sentia muito. Quando o tiroteio parou, o roqueiro e sua família voaram de volta para a Flórida, aliviados por terem escapado com suas vidas. 


Em 2003, Sharon Stone foi internada no hospital devido a uma forte dor de cabeça. Depois de alguns exames os médicos constataram que as coisas não eram tão simples assim, ela tinha hemorragia subaracnóidea, uma condição em que uma artéria rompida causa sangramento entre o cérebro e sua membrana média. 
Como os médicos foram rápidos, Sharon conseguiu sobreviver ao encontro com a morte.


Harrison Ford tem uma forte tendência a aventuras, infelizmente seu amor por aviões quase o levou a morte. 
Ao levar seu avião vintage da Segunda Guerra Mundial para um passeio em 2015, Ford, que era a única pessoa a bordo, notou uma falha no motor. Ele caiu em um campo de golfe de Santa Mônica a cerca de 914 metros de altura e foi levado às pressas para o hospital pouco depois. 
Milagrosamente, ossos quebrados e laceração grandes no couro cabeludo foram os piores ferimentos.


Travis Barker poderia ter se juntado a lista de artistas que morreram em acidentes aéreos, mas por pura sorte ele sobreviveu. 
O baterista do Blink-182 sobreviveu a um acidente com a Learjet em 2008, que matou seu segurança e assistente. Como o próprio artista disse:
"O avião está em chamas e minhas mãos estão em chamas, então solto o cinto de segurança e pulo direto para o jato, que contém todo o combustível. Eu basicamente acendi meu corpo todo em chamas", explicou Barker à ABC News. "Estou tão encharcado de combustível de avião, não há nada que eu possa fazer para apagar o fogo." 
Após o acidente, a dor era tanta que Barker ofereceu 1 milhão de dólares para qualquer um de seus amigos que o ajudasse a se matar, o roqueiro passou quatro meses em recuperação e passou por 27 cirurgias. 


O mundo poderia nunca ter conhecido o nome Kanye West, ok, isso pode não parecer ruim, mesmo assim vamos falar sobre isso.
Em 2002 o então produtor musical se envolveu em um acidente de carro quase fatal, o trauma foi tanto que os médicos tiveram de realizar uma cirurgia facial reconstrutiva e fechar a sua mandíbula mutilada.
No fim tudo isso inspirou West a escrever uma música nova, que acabou lançando a sua carreira como rapper. 
O outro motorista envolvido no acidente ficou ainda pior, ele teve sua pélvis quebrada, duas pernas quebradas, joelhos quebrados e um tornozelo quebrado que precisou de mais de dez parafusos para consertar ele. Com medo da repercussão Kanye mudou sua história dois meses depois e culpou o outro motorista pelo acidente.


O mundo poderia nunca ter conhecido alguns dos livros de Stephen King, enquanto dirigia, o autor de terror foi atingido por trás por um motorista distraído. 
O impacto foi tão forte que causou ossos quebrados suficientes para que os médicos quase amputassem sua perna completamente. 
Devido à insuportável dor duradoura que enfrentou durante a sessão contínua, King quase se aposentou da escrita por completo.


Em 2005, Norman Reedus participou do Festival de Cinema de Berlim para receber o prêmio “Rising Star Award”. Depois, ele participou de um show da banda R.E.M, ele então foi atingido por trás por um caminhão de 18 rodas. 
Ele foi jogado pelo pára-brisa até a calçada e ficou imediatamente inconsciente. Ele acordou em um hospital alemão e passou por procedimentos que o deixaram com quatro parafusos no nariz e uma órbita de titânio.


A estrela de Law & Order: SVU Mariska Hargitay esteve envolvida em um dos mais famosos acidentes de carro de todos os tempos. 
Em 1967, ela e seus irmãos sobreviveram ao acidente que matou sua mãe, Jayne Mansfield. A família estava dirigindo por uma interestadual da Louisiana com o amante de Jayne, Sam Brody, e seu motorista. O carro passou por um reboque de trator e foi esmagado. 
O acidente ficou famoso por dois motivos, primeiro porque todos os três adultos sentados no banco da frente foram mortos e as três crianças sobreviveram. E segundo, porque Jayne Mansfield era uma atriz muito famosa na época, ela era considera a rival de Marilyn Monroe e um dos maiores símbolos sexuais femininos dos anos 50 e 60.

Real World Fatos também está no facebook, venha curtir a nossa página e ler ainda mais matérias interessantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário