Loading...

sábado, 15 de agosto de 2015

Super Matéria - Conheça mais sobre os personagens da série Flash

The Flash é uma série spin-off de Arrow inspirada nos quadrinhos de mesmo nome, ela foca na vida de Barry Allen, um CSI com poderes sobre-humanos. A série estreou em 7 de outubro de 2014 e já ganhou o prêmio "novo drama favorito da TV" do People's Choice Award  2014. O ultimo episódio da primeira temporada foi ao ar em 19 de março, mas ela já foi renovada para mais temporadas. 
Se você é fã da série continue lendo esta matéria, conheça melhor os personagens, como eles são dentro das HQs, o que mudou para as telas e mais algumas curiosidades.

Barry Allen/Flash

Bartholomew Henry "Barry" Allen é o segundo Flash do universo DC, ele estreou na revista Showcase #4 de outubro de 1956. A origem de seus poderes é parecido com a da série: enquanto estava em seu laboratório um raio atinge vários produtos químicos que são derramados sobre Allen, dando a seu corpo a habilidade de canalizar o poder vindo do "Campo de Velocidade". Ele então resolve se chamar de Flash em homenagem a Jay Garrick, o primeiro Flash e herói da infância de Allen, que pensava que o herói existisse apenas em histórias em quadrinhos. 
Nas HQs Barry tinha um irmão gêmeo, chamado Malcolm Thawne (ancestral do Flash-reverso) que foi erroneamente pronunciado morto logo após o nascimento, sua infância originalmente não teve nada de especial (sem o assassinato de sua mãe e prisão de seu pai), ele conseguiu uma bolsa de estudos e se formou na faculdade em química orgânica e criminologia, ganhou um emprego no Departamento de Polícia Científica em Central City. Morando lá, ele conhece a repórter Iris West durante uma investigação sobre um assassinato.
Barry se torna um dos membros fundadores da Liga da Justiça da América, onde  ele finalmente descobre que Jay Garrick era real. Mesmo assim continuou usando o nome de Flash.
CURIOSIDADE: A morte do personagem em 1985 ("Crise nas Infinitas Terras") removeu o personagem da programação regular de DC por 23 anos. Seu retorno aos quadrinhos regulares ocorreu em 2008, dentro das páginas de "Crise Final" e "The Flash: Rebirth". Em 2011, Allen teve um papel fundamental na mini-série Flashpoint, que resultou em mais um reboot de continuidade da DC Comics, conhecida como "The New 52" ou "Os Novos 52".


Cisco/Vibe

Francisco "Paco" Ramon apareceu primeiramente na revista Justice League of America Annual #2 de Outubro de 1984. A carreira de Paco como Vibe começou logo após ele ouvir que uma nova Liga da Justiça estava se formando em sua cidade natal em Detroit, ele decidiu então abandonar a sua posição como o líder de uma gangue de rua local, os Los Lobos, para juntar-se a eles. 
O que fez Ramon ser, inicialmente, um candidato ideal foi sua capacidade meta humana para emitir ondas de choque vibratórias. O irmão mais novo de Vibe, Armando, também possui poderes semelhantes, ele utiliza o codinome Reverb, mas depois ficou conhecido como Hardline. 
Diferentemente da série Francisco não é um super-gênio, não trabalhou para o S.T.A.R.S Labs e nunca se afiliou diretamente com Barry Allen, até porque ele é uma grande ameaça a qualquer um dos Flashs, seus poderes são capazes de perturbar o "Campo de Velocidade", impossibilitando os poderes dos velocistas. CURIOSIDADES: Em sua primeira aparição na série Arrow, durante a luta conta Deathstroke, Cisco usa uma arma que descarrega energia que aparentemente funciona da mesma maneira que os poderes de Vibe nos quadrinhos. Cisco ainda pergunta "Are you getting a bad vibe from him?" ("você está sentindo uma má vibração vindo dele?"), uma referencia ao seu super alter-ego.




Caitlin Snow/Killer Frost

A Dra. Caitlin Snow é a quarta incarnação da vilã Killer Frost (ou Nevasca no brasil). Nas HQ's ela é ​​uma cientista enviada para o S.T.A.R. Labs Outpost Nº72, localizado no Ártico, para trabalhar em um motor termodinâmica cujo criador tinha se suicidado, ela logo descobre que o lugar tinha sido infiltrado por agentes da H.I.V.E (Hierarchy of International Vengeance and Extermination, uma equipe de supervilões, inimigos originalmente dos Novos Titãs). 
Quando eles tentam matá-la no interior do motor, Caitlin arranca o sistema de refrigeração, fundindo seu corpo com o gelo. Transformada em um "vampiro de calor", ela mata os H.I.V.E e continua a procurar outras fontes de calor. 
A personagem cabou descobrindo  que as explosões de Firestorm (a fusão de Ronnie Raymond, que não tem nenhum tipo de relacionamento com Caitlin, e Jason Rusch, um estudante) pode curar temporariamente sua condição. Quando ele foi declarado morto pelo Sindicato do Crime, ela perde a esperança de uma cura.
Frost lamenta o desaparecimento de Firestorm (que era a única pessoa que poderia fornecê-la com o calor ilimitado que ela precisa para se sustentar). Investigando, ela descobre que uma supervilã chamada Hotness está causando incêndios em todos os lugares. Killer então luta contra ela e rouba seu calor, matando Hotness. Depois Killer retoma sua busca por Firestorm.
CURIOSIDADE: Assim como Cisco, Caitlin também faz referencia a seu alter-ego na série, no episódio "Things You Can't Outrun" ela define seu relacionamento com Ronnie como um casal estilo "fogo e gelo".


Ronnie Raymond e Martin Stein/Firestorm


Ronnie Raymond e Martin Stein, foram o primeiro Firestorm, estrelaram em Firestorm, o Homem Nuclear No. 1 (março de 1978). 
O Firestorm original foi distinguido por sua dupla identidade, o estudante do ensino médio Ronnie Raymond e o físico ganhador do Prêmio Nobel Martin Stein foram pegos em um acidente nuclear que lhes permitiu fundir e virar o "homem nuclear" Firestorm. Devido ao fato de Stein estar inconsciente durante o acidente, Raymond ficou com a habilidade de controlar o corpo de Firestorm com Stein sendo apenas a voz da razão dentro de sua mente, capaz de oferecer conselhos a Raymond sobre como usar seus poderes sem realmente ter qualquer controle sobre sua nova forma. 
Brincadeiras entre os dois personagens eram a marca registrada de suas aventuras. Inicialmente Stein era completamente ignorante de sua dupla identidade, deixando-o preocupado com seus desaparecimentos e blackouts incomuns, mas Ronnie acabou por ser capaz de convencê-lo da verdade, o que lhes permitiu formar um vínculo como indivíduos separados e não apenas como partes de um todo.
Após o acidente, que o criou, Firestorm passou a defender Nova York de ameaças como Multiplex e Killer Frost. A série de 1982 começou com um Raymond adolescente se ajustando ao seu novo papel, e depois mergulhou de cabeça na questão da corrida armamentista nuclear. Um segundo personagem nuclear, Firehawk, foi adicionado como um interesse amoroso para Firestorm em 1984. 
A série também tentou revitalizar o senso de diversão característico das revistinhas. Após a formatura do ensino médio, Raymond entrou na faculdade em Pittsburgh, onde Stein tinha sido contratado como professor. Depois, juntos eles procuraram por uma cura para o seu vínculo.
CURIOSIDADE: Raymond e Stein foram apenas a primeira incarnação de Firestorm. Depois veio a fusão entre 
Ronnie Raymond,  Martin Stein e o russo Mikhail Arkadin, mais conhecido como Pozhar, outro personagem com poderes nucleares, que se fundiu aos dois após uma bomba nuclear atingir os três. 
Depois da morte de Raymond na mini série "Identity Crisis", seus poderes passaram a procurar um novo hospedeiro, o escolhido foi o adolescente Jason  Rusch, depois Jason passou a se fundir com Firehawk para aumentar seus poderes. 
No novos 52 Ronnie volta a ser Firestorm se fundindo com Jason, graças a um acidente envolvendo a "partícula de Deus" inventada pelo professor Stein.


Iris West/Iris West Allen


Iris é uma das personagens que mais mudou dos quadrinhos para as telinhas, e não é pra menos, sua história original é super-confusa no minimo. Em sua primeira aparição Iris é uma repórter do Image News, cuja sede fica em Central City, ela também é a namorada de Barry Allen. Eventualmente, ela descobre que Barry não é só o herói da cidade, mas também que seu sobrinho, Wally West, é o Kid Flash. 
Na revista Flash #165 (Novembro de 1966), ela se torna a primeira esposa de Barry, e finalmente descobre na noite de núpcias que ele é o Flash, simplesmente porque Barry disse a ela enquanto dormia por acidente. 
Durante este tempo, o casal descobre que Iris na verdade nasceu no século 30 (cerca de 2945 dC), e tinha sido enviado de volta ao presente. Depois de anos como uma presença de destaque na vida do Flash e Central City, ela é morta pelo Professor Zoom, durante uma festa a fantasia. Zoom vibrou sua mão na cabeça de Iris, solidificando-a apenas para matá-la.
Mas Iris não ficou morta por muito tempo. Seus pais biológicos, os Russells (com a ajuda de um futuro Flash, John Fox), enviaram o então infante Iris ao passado, onde ela foi adotada por Ira West. 
Sua morte causou um paradoxo que foi resolvido depois que os Russells colocaram a sua consciência em um novo corpo. Durante seu tempo juntos, Barry e Iris concebem os "Gêmeos Tornado", Don e Dawn. Don se casa com a descendente do Professor Zoom, Meloni Thawne, na esperança de acabar com a rivalidade entre as duas famílias. No reboot dos Novos 52, Iris se apaixona por Allen, mas Allen originalmente não tem nenhum sentimento por Iris.
CURIOSIDADE: Iris já foi retratada como morena e ruiva nas revistinhas, mas sua participação na série é a primeira vez que a personagem foi retratada como negra. A razão por que Iris e seu pai Joe West são negros no show é por causa do relançamento da DC Comics "Novos 52", em que Wally West (o primeiro Kid Flash e o terceiro Flash) é introduzido como afro-americano. Isto permite que o personagem de Wally seja introduzido em futuras temporadas, também como um personagem negro sem irritar os fãs.

Joe West/Ira West e Darryl Frye



Antes de mais nada, Joe West não existe nos quadrinhos, ele foi feito especialmente para a série. Mas seu personagem tem características de dois outros: Ira West (pai adotivo de Iris nas HQ's) e o capitão da polícia Darryl Frye (pai adotivo de Barry nos "Novos 52"). 
Ira West  era um dos físicos mais brilhantes de todos os tempos, ele até ganhou um prêmio Nobel. Com sua esposa Nadine ele teve dois filhos, Rudy e Charlotte. Uma terceira criança, Iris, foi-lhes enviada do século 30 por Eric e Fran Russell, um casal que queria salvar sua filha de um apocalipse nuclear. No entanto, ele escondeu a verdade de Íris, sua filha favorita, que ele queria, mas não merecia.
Com seus royalties de patentes, Ira foi capaz de enviar Iris para viajar o mundo depois da faculdade, para que ela pudesse prosseguir a sua carreira no fotojornalismo. Eventualmente, Nadine morreu e Ira foi deixado sozinho.
Iris ficou furiosa com ele quando ela foi finalmente descobriu a verdade, mas depois eles voltaram a se falar. Quando Iris voltou do século 30, ela não se encontrou com seu pai imediatamente, já que ele ainda acreditava que ela tinha morrido nas mãos do Professor Zoom. 
Já Darryl Frye estava tendo um caso extraconjugal com Nora Allen, a mãe de Barry, que foi morta pouco depois de seu marido receber os papéis do divórcio. Darryl estava investigando a cena quando um jovem Barry chegou em casa. Ele tentou explicar-lhe que Nora estava morta, e as evidências mostravam que seu pai matou Nora. Não querendo que o filho de Nora crescesse um órfão, Darryl resolveu adota-lo. 
CURIOSIDADE: Nos "Novos 52" Ira foi substituído por William West, um alcoólatra que abusava de seu filho mais novo, Daniel, e que acabou aleijado por ele.


David Singh

David Singh é o diretor do laboratório de crime no Departamento de Polícia Central City. Quando Barry Allen volta a trabalhar para o C.C.P.D. o Capitão Fyre coloca-o sob a direção de Singh. 
Mais tarde Singh pega Barry procurando os arquivos de Jason Hicks, um caso que tinha sido fechado e já foi a julgamento. Barry explica que a mãe de Jason veio a ele para obter ajuda e acusa Singh de não dar a mínima para o seu trabalho.
Singh está prestes a argumentar de volta, mas James Forrest chama ele para avaliar as novas evidencias de um caso em aberto. O laboratório encontrou sangue, que não pertencia à vítima, em sua luva, o sangue corresponde ao de Barry Allen, mas em vez de acusar Barry, Singh grita com ele para nunca mais contaminar a cena do crime. 
Mais tarde Singh percebe que os arquivos de Hicks estão faltando. Barry deu o arquivo para Iris West-Allen e ela fez uma pesquisa e descobriu que o verdadeiro assassinato foi Rory Tork. Uma vez que Jason Hicks foi libertado Singh reexamina o seu trabalho e percebe que ele pode ter encerrado alguns dos processos com pressa. É por isso que sua primeira ordem é reabrir todos os casos fechados dos últimos seis meses.
CURIOSIDADE: Nos "Novos 52", assim como na série, David é homossexual, a única diferença é que na série ele é noivo de um homem chamado Rob, enquanto nas revistas ele namora o ex-criminoso Hartley Rathaway mais conhecido como Flautista. 

Henry Allen

Henry Allen era um médico casado com Nora Allen e vivia em Fallville, Iowa. Seu filho é o cientista policial Barry Allen. Ele faleceu de causas naturais na linha do tempo original. No entanto, o Professor Zoom mudou isso durante a saga "Rebirth" ao viajar de volta no tempo e matar Nora. A polícia culpou Henry pelo seu assassinato, e ele morreu na prisão enquanto Barry trabalhava para provar sua inocência. Henry Allen foi criado por John Broome e Carmine Infantino, aparecendo primeiro na revista Flash # 126 de 1962.
CURIOSIDADE: John Wesley Shipp, que faz o papel de Henry na série, fez o papel de  Barry Allen na série The Flash que estreou em 20 de setembro de 1990 e foi até 18 de maio de 1991. A série teve apenas 22 episódios e cada um deles custou U$ 1,6 milhões para produzir. Ele também interpretou o personagem Pollux, um clone de Barry Allen inspirado no Professor Zoom e no personagem Bizarro do Superman.


Linda Park/Linda Park-West


Ela apareceu pela primeira vez em Flash #28. Linda é coreano-americana. Ela é mais conhecida por ser a namorada e depois esposa de Wally West, o ex-Kid Flash.
Linda Park é uma repórter de televisão para Keystone City e regularmente tinha de lidar com o Flash, de quem ela não gostava, ela constantemente perseguia ele para perguntar sobre os milhares de dólares de danos materiais causados ​​por suas batalhas. 
Apesar disso, Linda e Wally se tornaram amigos em seu primeiro trabalho para o KFMB Channel 4, quando eles se uniram para investigar um caso. Depois de Wally salvar Linda de ser possuída por um espírito eles tornaram-se íntimos e depois eles se casaram.
Ela acabou se tornando uma das apresentadoras do programa de televisão The Scene onde ela entrevistou a Mulher Maravilha. Pouco depois, Linda deixou sua carreira de jornalismo e passou a estudar medicina, com a intenção de tornar-se uma pediatra.
Linda logo ficou grávida de gêmeos, mas durante os primeiros meses de sua gravidez, ela foi atacada por Zoom, o que fez com que ela abortasse eles. Depois do Flash viajar no tempo e enfrentar Zoom, ela deu à luz.
Em "The Flash: Rebirth", uma minissérie, Linda aparentemente voltou para a sua carreira de jornalista, como ela relata sobre as festas em honra do retorno de Barry Allen.
CURIOSIDADE: Muitos fãs consideram Linda apenas uma imitação de Iris. Ambas são jornalistas que se envolvem romanticamente com um dos Flashs depois de investigar um caso enquanto trabalhavam para o jornal local, depois são atacadas pelo Professor Zoom. E por último ambas deram luz a gêmeos.

Dra. Tina McGee

McGee apareceu pela primeira vez em Flash (Vol. 2) #3. Tina McGee é uma nutricionista que originalmente recebeu uma bolsa de Harvard para estudar o metabolismo de Wally West. Seu marido Jerry fez suas próprias experiências com velocidade e virou o homicida "Speed ​​Demon". Isto resultou em um coma. Um relacionamento amoroso cresceu entre Tina e Wally, ela vai morar com ele mas depois de várias tensões (incluindo a mãe chata de Wally) eles se separam.
Jerry e Tina voltam a ficar juntos e se tornam empregados do S.T.A.R Labs de Central City, onde eles passam a ajudar o Flash e a investigar seus poderes.
CURIOSIDADE: Na série Tina é interpretado por Amanda Pays, que já havia interpretado Tina na série de 1990 ao lado de John Wesley Shipp.



Nora Allen


Nora Allen era a esposa do Dr. Henry Allen e a mãe do Flash Barry Allen e também de Malcolm Thawne. Ela cresceu na pequena cidade de Fallville, Iowa. 
Na noite de 13 de maio, durante uma tempestade duas mulheres grávidas chegaram ao escritório do Dr. Gilmore. No entanto, o médico havia bebido e dispensado a enfermeira. O filho de uma das mulheres, Charlene Thawne, estava sendo estrangulado pelo seu próprio cordão umbilical, e Gilmore estava muito embriagado para salvar o pobre bebê. No entanto, a outra mulher, Nora Allen, deu a luz a meninos gêmeos.
Gilmore, tentando salvar a própria pele e encobrir o fato de estar bêbado, deu um dos gêmeos à família Thawne, contando a família Allen que um dos seus filhos tinham nascido morto. O gêmeo que permaneceu com Nora foi nomeado Bartholomew. O outro gêmeo foi levado pela família Thawne, e ele foi nomeado Malcolm.
O viajante do tempo Professor Zoom decidiu vingar-se do Flash, ao viajar no tempo ele assassinou sua mãe. Devido à falta de provas, Henry foi condenado. No entanto, Barry nunca poderia acreditar que seu pai tinha matado Nora, e isso o levou a se tornar um policial.
CURIOSIDADE: Durante a saga "Flashpoint" Nora nunca foi assassinada, esse fato mudou completamente a vida de Barry que nunca se tornou o Flash. Depois de ganhar seus poderes de volta Barry teve de fazer a difícil escolha entre consertar a linha do tempo ou viver com a sua mãe. Mostrando que se ele salvar sua mãe, "milhões vão morrer". Essa frase foi usada pelo Dr. Harrison Wells na série como uma referencia aos quadrinhos.

Eobard Thawne ou Dr. Harrison Wells/ Flash Reverso e Professor Zoom 


Com certeza o personagem mais enigmático de toda a série Eobard Thawne, também conhecido como "Professor Zoom" e "Flash-Reverso", é o arqui-inimigo do super-herói Barry Allen, o segundo herói a ser chamado de Flash. Thawne é também o segundo vilão a ser chamado de Flash Reverso (o primeiro sendo o Dr. Edward Clariss mais conhecido como O Rival), ele também é um antepassado materno de Bart Allen e Owen Mercer. Thawne apareceu pela primeira vez em The Flash vol. 1 - 139 em setembro de 1963, e manteve-se um dos adversários mais formidáveis de Barry Allen nos quadrinhos até os dias de hoje.
Em "O Retorno de Barry Allen" em The Flash (Vol. 2) 74-79 a origem de Zoom é revelada, vemos que ele começou como um simples fã do Flash que vivia no século 25 e tornou-se desesperado para encontrá-lo. Depois de ganhar a super-velocidade, replicando o banho eletroquímico que deu a Barry Allen seus poderes, ele passou por uma cirurgia plástica para se parecer com Barry. Em seguida ele viajou de volta no tempo usando a esteira cósmica. 
Thawne tornou-se mentalmente instável ao perceber que ele chegou ao passado após a morte de Barry, ele também descobriu a partir do Museu do Flash que ele está destinado a se tornar o Flash Reverso e morrer nas mãos de seu ídolo, ele fica tão abalado que tenta convencer a si mesmo de que ele é o verdadeiro Barry Allen. No entanto, sua verdadeira identidade é finalmente revelada e ele é derrotado pela família Flash e enviado de volta para o futuro, não se lembrando de nada.
Mais tarde, ele se tornou um criminoso conhecido como "O Professor", ele encontra uma cápsula do tempo contendo o traje do Flash. Ele foi capaz de usar um dispositivo para amplificar sua energia e velocidade ganhando novamente seus poderes. No processo, Thawne inverteu as cores do traje original e passou a se chamar "Professor Zoom", ele usou seus poderes de velocista para cometer alguns crimes, mas foi parado pelo Flash, que tinha viajado para o futuro a tempo de testemunhar a cápsula do tempo sendo aberta (porque ela também continha um relógio atômico que ameaçou explodir como uma bomba atômica). 
Depois de uma batalha o vilão foi finalmente derrotado quando o Flash correu segurando ele tão rápido que o atrito do ar sobrecarregou o revestimento da roupa, resultando em graves queimaduras. Flash também destruiu o traje para evitar que alguém o usasse novamente
Culpando o Flash por sua derrota, Thawne começou a viajar de volta no tempo para se vingar, usando seu conhecimento da história a seu favor. Ele também se tornou obcecado em substituir Barry Allen, não só como o Flash, mas também como o marido de Iris. Depois de Iris finalmente deixar claro que isso nunca iria acontecer Zoom a mata em uma festa, vibrando sua mão na cabeça dela. 
Pouco tempo depois de Barry ter encontrado o amor novamente, Zoom reapareceu, ameaçando matar sua nova noiva no dia do casamento de Allen. Aterrorizado, Allen instintivamente e, inadvertidamente, mata o seu inimigo, quebrando o pescoço de Thawne em uma luta final. 
No arco de histórias "Flashpoint" Zoom revela que ele não morreu, e que seu corpo está permanentemente ligado ao "Campo de Velocidade".
CURIOSIDADE: Os poderes de Zoom vem do Campo de Velocidade Negativo (enquanto os de Allen vem do Positivo) por isso ele tem poderes únicos tais como: absorver as memórias e experiências de outras pessoas, mudar a sua própria idade, e alterar drasticamente o tempo sem nenhuma consequência para si mesmo. 
Na série o personagem do Dr. Wells também foi inspirado pelo personagem Hunter Zolomon, o mentor cadeirante de Wally West e o terceiro Flash-reverso.



Leonard Snart/Captain Cold

Leonard Snart, mais conhecido como Capitão Frio, apareceu pela primeira vez na revista Showcase #8 (Junho de 1957). Ele tem servido como inimigo para os Flash's Barry Allen e Wally West, e também foi um dos assassinos do quarto Flash, Bart Allen.
Snart foi criado por um pai abusivo e refugiou-se com seu avô, que trabalhava em um caminhão de gelo. Quando seu avô morreu, Leonard se cansou dos abusos de seu pai e passou a cometer alguns crimes. Snart juntou-se com um grupo de ladrões no planejamento de um assalto à mão, cada um recebeu uma arma e uma viseira para proteger os olhos contra os flashes dos tiros. Snart e os outros bandidos foram capturados pelo Flash e presos. Snart decidiu seguir carreira solo, mas sabia que tinha que fazer algo sobre o herói local.
Snart leu um artigo com a teoria de que as emissões de energia de um ciclotron poderiam interferir com a velocidade do Flash. Ele projetou uma arma para aproveitar essa energia e invadiu um laboratório, com a intenção de usar o dispositivo para carregar sua arma experimental. Quando estava quase terminando seu experimento, um guarda de segurança surpreendeu Snart. Com a intenção de usar a arma só para assustar o guarda, ele inadvertidamente puxou o gatilho e descobriu que a arma tinha sido alterado de uma forma que nunca tinha imaginado. A umidade do ar em torno da guarda congelou. Intrigado com esta reviravolta do destino, Snart vestiu um casaco e a sua viseira e declarou-se Capitão Frio, o "homem que domina o zero absoluto". 
Snart em seguida, cometeu uma série de crimes não letais, em uma ocasião ele colocou a cidade inteira em animação suspensa, em uma tentativa de forçar Iris West a se casar com ele, ele se apaixonou por ela quando a viu uma vez na prisão, mas o Flash reverteu o processo. Mais tarde, ele se apaixonou por uma apresentadora de telejornal, e competiu com Heat Wave (em sua primeira aparição) por ela em uma onda de crimes, mas ambos foram espancados pelo Flash. Depois da morte de Barry Allen, durante a Crise nas Infinitas Terras, Capitão Frio tornou-se um caçador de recompensas com a sua irmã Lisa, mais conhecida como Golden Glider. 
Durante os eventos de Underworld Unleashed, Capitão Frio perdeu sua alma para Neron mas Wally West o trouxe de volta para a terra dos vivos. Ele logo voltou ao crime, desta vez como um membro da Rogues Gallery de Wally (um grupo de vilões que tinham como inimigo os Flashs). Quando soube que sua irmã tinha sido assassinada, ele torturou o culpado e o matou, depois de trabalhar rapidamente com Wally West, Snart se tornou o líder da nova Rogues Gallery.
CURIOSIDADE: Durante os eventos de "Flashpoint",  Capitão Frio é um herói chamado Cidadão Frio. E nos "Novos 52" Leonard não precisa mais de sua arma, ele pode gerar o frio de dentro de si mesmo, nessa nova linha do tempo Snart vê sua irmã quase morrer em um hospital graças a um apagão que desligou os aparelhos, ele acredita que o Flash foi o responsável pelo apagão.


Mick Rory/Heat Wave

Nascido em uma fazenda fora de Central City, Mick Rory ficou fascinado com o fogo quando era apenas uma criança. Essa fascinação se transformou em uma obsessão e uma noite ele incendiou a casa de sua própria família.
Após este evento, Rory foi morar com seu tio. Sua piromania continuou e ele foi forçado a fugir depois de prender um colega de escola em sua casa e atear fogo nele, depois que o menino trancou Rory em um frigorífico durante um passeio escolar ao matadouro (isso deu a Rory um medo intenso do frio, chamado cryophobia)
Ele aceitou um emprego como um comedor de fogo em um circo itinerante. Isso não durou muito tempo e o circo (por algum motivo) também pegou fogo. 
Depois de ver os Rogues em ação em Central City, ele decidiu usar sua piromania e se tornar um vilão. Ele criou um traje protetor de amianto (na época em que a revista foi escrita ainda não eram documentados os perigos do amianto), construiu um lança-chamas do tamanho de uma arma comum, tornando-se assim Heat Wave. Primeiramente ele era um adversário do Capitão Frio, devido a sua aversão ao frio. Depois Capitão Frio introduziu Wave aos Rogues, e em sua primeira aparição eles uniram-se para se livrar do Flash, depois eles competiram entre si pelo amor de uma jornalista, mas ambos foram presos pelo Flash.
Eventualmente, Mick deixou de ser um vilão e aceitou um emprego como consultor de combate a incêndios, usando seu vasto conhecimento sobre os incêndios e calor. Ele também se tornou bons amigos com Barry Allen, cuja identidade secreta como o Flash foi descoberto por Rory anos antes.
Assim como Snart, Mick também perdeu sua alma, mas foi salvo pelo Flash. Heat Wave deixou sua vida de crime para trás  e foi estudar com os monges Zhutanian. Em seguida, ele trabalhou para o Projeto Cadmus como um agente secundário, decidiu se mudou para os Quad Cities, área de Illinois, onde conseguiu um emprego no FBI, juntamente com outros ex-membros dos Rogues. Isso se tornou um fracasso e Rory se tornou um vilão mais uma vez após desfazerem o programa mental que o mantinha na linha. Em Crise Infinita, Wave tornou-se membro da Sociedade Secreta de Super-Vilões.
CURIOSIDADE: Heat Wave é interpretado por Dominic Purcell, e o Capitão Frio, seu parceiro na série, é interpretado por Wentworth Miller. Ambos atuaram juntos na série Prison Break e são ótimos amigos na vida real, tanto que foi Miller que conseguiu esse papel para Purcell.

Lisa Snart/Golden Glider


Com certeza um dos personagem que mais mudou dos quadrinhos para a série. A Patinadora Dourada fez sua primeira aparição em Flash #250 (junho de 1977). Lisa Snart é uma patinadora profissional, conhecida pelo apelido Lisa Star, seu treinador (e também seu amante secreto) é conhecido como The Top, um inimigo do Flash Barry Allen e membro dos Rogues, que morre devido a complicações depois de uma luta contra o herói. Furiosa coma sua morte Lisa jura vingança. Ela adota um traje laranja, uma máscara, e patins de gelo que criam seu próprio fluxo de gelo, permitindo que ela patine no ar. Ela também tem diamantes e jóias que podem ser utilizados como explosivos ou dispositivos hipnóticos. Procurando vingança ela frequentemente colabora com seu irmão, que é muito protetor com ela. 
Após a morte de Barry Allen, Lisa se aposenta do crime . Ela e seu irmão embarcam em uma carreira como mercenários, fundando a empresa  Golden Snowball Recovery.
Eventualmente, ela retorna ao crime, com uma série de parceiros diferentes, todos com o codinome "Chilblains", ela fornece eles com uma réplica da arma de seu irmão. O último deles descrito como mais inteligente e implacável do que seus antecessores mata Snart com a arma que ela lhe deu. Chillblaine é então torturado e morto por Capitão Frio em retaliação. 
Em Blackest Night # 1, ela é reanimado como membro do Corpo dos Lanternas Negros, mas é derrotada por seu irmão.
Nos "Novos 52" Lisa está viva, mas sofre com um tumor cerebral, ela sobrevive após a remoção do tumor, mas mostra vergonha sobre as ações de seu irmão. Mais tarde, ela aparece misteriosamente na América do Sul, agora usando o nome de "Glider" e aparentemente empunhando habilidades meta-humanas.
CURIOSIDADE: Na série, quando Glitter está seduzindo Cisco em um bar, ela está usando uma peruca loira, uma referencia ao fato de sua personagem ser loira nas revistas. Na série Lisa também perdeu seus patins, mas no lugar ganhou uma arma que dispara um líquido dourado.

Hartley Rathaway/Pied Piper

Hartley Rathaway teve sua primeira aparição na revista The Flash #106 (maio de 1959). Ele nasceu surdo, mas recebeu implantes de audição graças ao dinheiro de seu pai. Após ouvir pela primeira vez ele se tornou obcecado com o som, e passou a realizar experiências com tecnologia sônica. Rathaway eventualmente inventou uma técnica de hipnotismo através da música, e também uma maneira de causar vibrações mortais. Ele então passou a ser um criminoso sob o nome de Flautista (ou apenas Piper dependendo da revista) e freqüentemente confrontou o Flash.
Após a morte de Allen durante a "Crise nas Infinitas Terras", Hartley se aposentou do crime para se tornar um campeão socialista dos pobres e desfavorecidos. Rathaway se tornou um bom amigo do Flash Wally West, e de sua esposa Linda, a quem ele ajuda com problemas científicos.
Algum tempo depois, Piper foi preso pelo assassinato de seus pais. Wally tinha certeza que ele não poderia ter cometido tal ato, mas o próprio Piper parecia acreditar ser culpado. O Flash acabou descobrindo que o verdadeiro assassino era o Mestre dos Espelhos. Sem saber da descoberta de Wally, Piper fugiu da cadeia e se tornou um procurado.
Assim como Heat Wave e Capitão Frio, Piper fazia parte dos Rogues, onde sofreu lavagem cerebral para se tornar do bem, depois dele confrontar o Flash ele se lembra de sua amizade com Wally e abandona a vida de crime. Ele tenta então se infiltrar nos Rogues, mas não dá certo e ele é caçado por vários outros vilões, mesmo assim ele sobrevive.
CURIOSIDADE: Hartley foi um dos primeiros personagens abertamente gay da DC. Na série ele manteve sua sexualidade, mas não sua arma, ele não utiliza sua flauta, apenas um par de luvas sônicas.

Roy Bivolo ou Prisma / Rainbow Raider


Roy G. Bivolo apareceu pela primeira vez em The Flash Vol. 1- 286 (junho de 1980). Quando era uma criança, Roy sempre sonhou com uma carreira de artista, um objetivo quase impossível, considerando que ele era daltônico. Seu pai, um gênio em tecnologia óptica, jurou que iria encontrar uma cura para a doença de seu filho. Devido a problemas de saúde, ele não pôde terminar sua invenção, mas em vez disso criou um par de óculos de proteção que permitiria a Roy criar feixes de luz sólidos das cores do arco-íris. Virando-se para o crime, porque o mundo não apreciava a sua arte, Roy, agora chamado Rainbow Rider, iniciou uma onda de crime focada principalmente em galerias de arte, dizendo que se ele não podia apreciar as grandes obras de arte, ninguém mais o faria. Durante este tempo ele muitas vezes se encontrou com o Flash. Roy foi morto pela Blacksmith quando ela empalou ele com a sua mais recente obra de arte. Ele também foi reanimados como um zumbi pelos Lanternas Negros. Após sua derrota um novo grupo de vilões passaram a se chamar Rainbow Riders em sua homenagem. 
CURIOSIDADE: Seus poderes na série são mais parecidos com sua versão dos "Novos 52", onde, com a ajuda de um óculos especial, ele pode infligir sentimentos nas pessoas. O personagem sofreu com as trocas de nome, na série de Rainbow Raider ele virou Prisma (Cisco e Caitlin discutem sobre qual nome é melhor) e nas revistas ele virou Chroma.

General Wade Eiling/The General

Wade Eiling é um estrategista militar que chantageia o acusado Nathaniel Adam em participar na experiência atômica que o transforma no Capitão Átomo. A experiencia é considerada um fracasso por Eiling. Durante os 18 anos em que Adam ficou desaparecido, Eiling se casou com a mulher dele e agiu como pai para seus dois filhos. Eiling também manipula Átomo para servir as forças armadas. 
Depois de ser diagnosticado com um tumor cerebral inoperável, Eiling enfrenta a Liga da Justiça diversas vezes com a ajuda de suas criações os Ultramarines. Depois a Liga descobre que o general transferiu seus padrões cerebrais para um corpo indestrutível. Como a Liga não consegue para-lo ele é teletransportado para o meio do universo, até que Lex Luthor o acha e recruta, ele também serviu com o Esquadrão Suicida, mas depois de trai-los ele é exilado em um planeta distante. 
CURIOSIDADE: Eiling nunca foi um dos inimigos do Flash, tanto que sua primeira participação foi na revista Captain Atom #1 (março de 1987).

 Kyle Nimbus/Mist


Névoa é o nome de dois vilões da DC Comics, Kyle foi o primeiro a usa-lo. Ele lutou na Primeira Guerra Mundial como um capitão do exército canadense, ganhando a Cruz Victoria por seus atos. Ele também era um cientista e criou um dispositivo que transformou seu corpo, deixando ele em um estado gasoso, se tornando então um supervilão. Ele era um membro da sociedade secreta de super-vilões e teve dois filhos, Nash e Kyle. Nash acabou virando o segundo Névoa. 
CURIOSIDADE: Assim como o General, Névoa nunca foi um inimigo do Flash, mas ele chegou a enfrentar outros heróis importantes da época, tais como: Sandman (Wesley Dodds) e Starman (Ted Knight), esse último foi seu arqui-inimigo, na última batalha entre os dois, ambos morreram.

Tony Woodward/Girder

O personagem apareceu pela primeira vez em Flash: Iron Heights (2001). Tony Woodward provocou um grande protesto na usina siderúrgica onde ele trabalhava depois dele atacar sua colega de trabalho. Ele é acidentalmente (ou não) jogado em um recipiente de aço fundido que continha pedaços de um experimento do laboratório S.T.A.R.S. Estes restos transformam seu corpo em ferro puro, dando a ele força sobre-humana, sua única fraqueza é o fato que ele pode enferrujar como qualquer outro metal. Depois de alguns crimes, Tony vai parar na cadeia, onde ele é recrutado para a nova formação dos Rogues. 
CURIOSIDADE: Sua aparência na série é mais parecida com a versão do personagem do "Novos 52". O Girder original (que você vê abaixo) também não podia voltar a sua forma humana quando quisesse.




Bette Sans Souci/Plastique

Plastique apareceu pela primeira vez em Fury of Firestorm #7 (dezembro de 1982). Ela foi foi introduzida como uma terrorista tentando forçar a separação de Quebec do resto do Canadá. 
Em sua primeira aparição, Plastique tentou um ataque suicida contra o New York Herald-Express (um jornal fictício que aparece dentro do Universo DC), utilizando um conjunto de bombas conectadas ao seu traje, Firestorm consegue desarmá-la ao vaporizar sua roupa, deixando-a pelada e humilhada em público. 
Mais tarde, por meio de engenharia genética, ela ganhou habilidade de projetar uma força explosiva para fora de seu corpo, basicamente tudo que ela toca vira uma bomba. Ela continuou a fazer ataques terroristas, e até chegou a fazer parte do Esquadrão Suicida, ela também já foi casada com o Capitão Átomo. 
CURIOSIDADE: A personagem já havia aparecido na série Smallville, em uma versão mais nova. Nessa versão ela ganhou seus poderes depois de uma chuva de meteoros kryptonianos.



James Jesse/The Trickster


Trapaceiro original James Jesse apareceu pela primeira vez no Flash (Vol.1) #113 (junho-julho de 1960). Seu alter ego é "James Jesse", um nome artístico para substituir a sua verdadeira identidade, Giovanni Giuseppe. 
Ele era um acrobata de circo que decidiu tornar-se um criminoso assim como seu xará do velho oeste Jesse James. Ele criou sapatos que lhe permitiam andar no ar com a intenção de ajudá-lo no trapézio. Como todos os membro de sua família eram especialistas em trapézio, seu pai queria que ele fosse um também, a parir daí ele passa a usar seus "brinquedos" para o crime.
Após a morte de Barry Allen, o Trapaceiro se muda de Central City para Hollywood, onde passou algum tempo trabalhando em efeitos especiais e cometendo pequenos crimes, geralmente indo para a cadeia depois.
Ele começou a usar suas habilidades para o bem, trabalhou ao lado de alguns heróis e passou a recolher as armas de supervilões encarcerados, porque segundo ele essas coisas eram demasiado perigosas para serem deixadas por aí.
Depois de ajudar sua antiga namorada Mindy Hong, ele descobre que tem um filho chamado Billy Hong. O FBI contatou Jesse e recrutou-o, ele reuniu os Rogues reformados para parar Capitão Frio e os outros Rogues. Ele acaba morrendo ao ajudar o Flautista a se infiltrar nos Rogues, mas depois é revivido pelos Lanternas Negros.
CURIOSIDADE: O episódio com o Trapaceiro na série de 2014 teve diversos easter eggs: quando eles investigam o passado de Jesse, aparece uma foto de quando Hamill interpretou James na série de 1990, criando uma continuidade entre as duas séries.

A roupa que ele usa depois que foge da cadeia é similar as vestimentas do personagem Coringa (a quem Hamill vem dublando a anos), e a cena que ele revela que Alex é seu filho é uma clara referencia a Darth Vader e Luke Skywalker, esse último também foi interpretado por Hamill. 


Axel Walker/The Trickster

Enquanto o primeiro Trapaceiro estava trabalhando para o FBI, o adolescente Axel Walker roubou tudo dele e se tornou o novo Trapaceiro. Ele também recebeu novos "brinquedos", além dos originais de Jesse. 
Ele foi convidado a juntar-se aos novos Rogues liderados pelo Capitão Frio, e aceitou. Ele permaneceu com os Rogues até o ataque dos Rogues reformados. Enquanto os dois grupos estavam lutando, Jesse recuperou sua meméria. O original, então derrotou o seu sucessor e disse-lhe para nunca mais tornar-se o Trapaceiro novamente. 
Depois de algum tempo, Axel escapou da prisão e voltou para a Keystone City. No entanto, ele foi rapidamente derrotado pelo Flash. Axel só voltou a ser um vilão depois da morte de James, se aliando novamente aos Rogues. 
CURIOSIDADE: As armas usadas por ambos os Trapaceiros lembram as armas usadas pelo Coringa (que foi inventado 20 anos antes), todas elas são "brinquedos": pó de mico, bombas de cabeça de batata, galinhas de borracha explosivas, ioiôs explosivos, doces de casca dura e dentaduras explosivas.


Mark e Clyde Mardon/Weather Wizard


Escapando enquanto era transportado para a prisão ao pular da janela, Mark Mardon fugiu para a casa de seu irmão só para encontrá-lo morto. Nas revistas o irmão de Mardon, Clyde, era um cientista que tinha acabado de descobrir uma maneira de controlar o tempo, mas acabou morrendo de um ataque cardíaco (embora evidências recentes sugerem que Mardon assassinou seu irmão e/ou ele mentiu ou bloqueou a memória de encontrar seu corpo). 
Mardon tomou as anotações de Clyde e os usou para fazer uma varinha que controlasse o tempo e embarcou em uma carreira criminosa como Mago do Tempo, quase sempre enfrentando e sendo derrotado pelo Flash. Em sua primeira aparição, ele tentou se vingar dos policiais que o aprisionaram, permitindo que o Flash previsse seus movimentos a tempo de impedi-lo.
Após a morte de Barry Allen, Mardon entrou em semi-aposentadoria por um tempo, até que ele se juntou com os Rogues. Mardon descobre que ele tem um filho com a policial Julie Jackham. Seu filho, Josh, tinha apresentado habilidades semelhantes a do pai, sem precisar usar a varinha. Mardon queria ter a mesma capacidade, ele tentou sequestrar Josh da esposa de Wally, Linda e disseca-lo, mas hesitou  quando notou que a criança tinha "os meus olhos... olhos de meu irmão." Ele foi parado pelo Flash e enviado para a cadeia, mas escapou e se juntou a Sociedade Secreta de Super-Vilões.
CURIOSIDADE: Nas revistas apenas Mark tem poderes, mas eles dependem de sua varinha, na série ele não necessita da varinha, mas ela é inventada por Cisco e usada como um meio de absorver os poderes do vilão. 
Nos "Novos 52" suas origens são um pouco diferentes. Agora chamado Marco Mardon ele e seu irmão, Claudio, são latinos e os chefes de uma família mafiosa. Após a morte de seu pai, Marco foge, tornando-se o Mago do Tempo, mas é chamado de volta após o assassinato de Claudio.


Brie Larvan/Bug-Eyed Bandit


Nas revistas Bug-Eyed Bandit é um homem chamado Bertram Larvan, ele era um inventor que projetou insetos mecânicos para controlar pragas de insetos reais. Mas como ele não tinha nenhum apoio financeiro para a sua invenção, ele resolveu roubar o dinheiro que precisava. Logo, ele tinha um exército de insetos mecanizados, entre eles besouros que poderia morder através de aço e aranhas com teias que poderiam suportar o peso de um homem. Bertram passou a lutar contra o herói Atómo
Mais tarde, ele acidentalmente descobre a identidade secreta de Átomo e lutou com ele em diferentes ocasiões. Quando ele estava prestes a usar um gás de amnésia no herói, ele acidentalmente usa ele em si mesmo. Ele permanece em um estado de amnésia durante anos. 
Durante a Crise nas Infinitas Terras, Bertram morre, mas também é ressuscitado pelos lanternas negros. Depois que ele é derrotado, seu filho passa a usar o nome do vilão.
CURIOSIDADE: Como Larvan é um inimigo do Atómo, muitos fãs acharam que veriam os dois lutar na primeira aparição de Larvan na série, mas ela foi derrotada pelo Flash mesmo. 
O motivo do personagem ter sido representado como uma mulher nas telas foi para ela ter uma rivalidade com Felicity Smoak que define a vilã como sua "nêmesis".


Lashawn Baez/Peek-a-Boo


Peek-a-Boo apareceu pela primeira vez no Flash  #180, (janeiro de 2002). Lashawn Baez era uma estudante da Central City Medical School que deixou de lado os estudos para cuidar de seu pai doente Tomas Baez. Tomas estava precisando desesperadamente de um transplante de rim. Lashawn tentou doar o dela, mas o procedimento acabou ativando seu meta-gene, concedendo-lhe poderes de teletransporte, mas tornando-a incapaz de doar seu rim, porque ela se teletransportava sempre que era tocada. Lashawn decidiu que iria usar seus poderes para encontrar um doador para seu pai. 
Ela então rouba um rim, mas acidentalmente destrói um laboratório, porque seus poderes são instáveis ​​e perigosos. Peek-a-Boo é forçada a lutar contra o Flash e seu aliado Cyborg, que são capazes de derrotá-la depois de muita dificuldade. O Flash devolve o rim para o hospital, e Lashawn é condenada e enviada para a prisão Iron Heights, embora Flash repetidamente tenha intercedido em seu favor, ela continuou na cadeia.
Como resultado do ataque do Gorilla Grodd a cadeia, Peek-a-Boo é capaz de escapar. Ela vai ao Hospital Central e descobre que o rim que os médicos transplantaram está sendo rejeitado pelo corpo de seu pai,  que morre pouco depois da sua visita.  O Flash aparece no hospital, e confronta Peek-a-Boo. Lashawn revela que ela tinha a intenção de se tornar um herói como o Flash, a quem ela idolatrava. 
Mais tarde Lashawn salva a vida da esposa de Wally West, Linda Park, e então se entrega à polícia acreditando que ela não tem mais nada para viver.
CURIOSIDADE: Os poderes de Lashawn mudaram das revistas para a tela, nas HQs ela se teletransporta sempre que alguém toca nela, mesmo que ela não queira, sendo impossível agarra-la, seus poderes também causam pequenas explosões, letais para qualquer um que estiver perto. A única semelhança é que em ambas as versões Lashawn não pode se teletransportar no escuro.

William Tockman/Clock King


William Tockman foi o primeiro Rei Relógio. Tockman passa seus primeiros anos cuidando de sua irmã inválida. Um dia ele descobre, através de uma visita do médico, que ele mesmo só tem seis meses de vida. Desesperado com o futuro de sua irmã, ele passa a observar a rotina de um banco, a fim de roubá-lo, esperando que o dinheiro possa sustentar sua irmã depois que ele morrer. Ele tropeça em um alarme silencioso e é pego pelo Arqueiro Verde. 
Enquanto ele está preso, sua irmã morre e Tockman descobre que ele não é doente terminal, seu médico havia confundido seus papéis com o de outro paciente. Enfurecido, ele escapa e jura vingança contra o Arqueiro Verde.
Com vários outros vilões, o Rei Relógio se torna um membro da Liga da Injustiça que é derrotada  pela Liga da Justiça Internacional e depois ele cria sua própria equipe. Depois de uma missão fracassada Tockman é o único sobrevivente de seu grupo de vilões.
CURIOSIDADE: A nova versão do personagem nas revistas se chama Billy Tockman, ele é um afro-americano que mora em Seattle. 
Na série Tockman foi interpretado por Robert Knepper, outro ator que trabalhou na série Prison break ao lado de Dominic Purcell e Wentworth Miller.

Farooq Gibran/Blackout


Farooq é um meta-humano com poderes elétricos que fez sua primeira aparição em Flashpoint (vol.2)  #1 (julho de 2011). Nas revistas Blackout é recrutado por Cyborg em uma equipe de super-heróis cuja missão era acabar com a guerra entre Aquaman e Mulher Maravilha que devastou a Europa e causou milhões de vítimas humanas. 
Outro novo recruta, o vilão Outsider (Michael Desai), revelou durante uma reunião com Batman que ele tinha caçado Blackout para que ele pudesse força-lo a usar suas habilidades para alimentar eletricamente a Índia. Esta perseguição resultou na perda da namorada de Farooq e sua saída da escola. Blackout, desde então, expressou sua relutância em fazer parte da mesma equipe com o seu pior inimigo.
CURIOSIDADE: Como o personagem só aparece em Flashpoint (em uma linha do tempo alternativa) não se sabe se ele realmente existe no novo universo DC. Durante a guerra Farooq é considerado a fonte mais poderosa de energia elétrica da Terra.

Jason Rusch/Firestorm


Na série Rusch é um estudante da Universidade de Hudson e membro da equipe de pesquisa de Martin Stein no projeto F.I.R.E.S.T.O.R.M., nas revistas ele é o próprio Firestorm.
Jason era um adolescente de 17 anos, em Detroit, que não queria nada mais do que escapar de sua cidade natal. Ele morava com seu pai, que tinha virado abusivo depois que ele perdeu a mão em um acidente industrial. Sua mãe deixou seu pai após o acidente, deixando o jovem Jason preso com seu pai. 
Com a perda de um emprego que ele precisava para financiar a faculdade, Jason virou-se para um bandido local para dinheiro, aceitando um emprego como mensageiro. Foi nesse trabalho que ele encontrou a matriz Firestorm, que estava em busca de um novo hospedeiro após a morte de Raymond. Jason lutou para controlar seus poderes, uma luta que levou à morte do homem que o contratou.
Eventualmente, Jason conseguiu desenvolver um grau de controle sobre seus poderes. Ronnie Raymond acabou retornando para dentro da matriz, permanecendo com Jason como parte de Firestorm.
Pouco depois dos 18 anos de Jason, algumas semanas após a dissipação de Raymond, ele foi sequestrado pela nova Sociedade Secreta de Super-Vilões para ser usado como uma fonte de energia. Ele consegue se libertar e depois é recrutado junto com seu amigo Mick Wong para combater a instabilidade que se aproxima graças aos eventos de "Crise Infinita".
CURIOSIDADE: Nos "Novos 52" Jason acidentalmente forma uma nova incarnação do herói ao se fundir com o personagem Cyborg.

Gorilla Grodd


Gorilla Grodd estreou em Flash (vol. 1) #106 (abril-maio de 1959). Grodd é um gorila com poderes telepáticos super inteligente, com o poder de controlar a mente dos outros. 
Antes, ele não era nada mais do que um gorila comum, mas depois que uma espaçonave alienígena caiu em seu território na África, Grodd e outros gorilas ganharam super inteligência. 
Grodd e seu amigo Solovar também desenvolveram poderes telepáticos e telecinéticos. Tomando o alienígena como seu líder, os gorilas constroem uma cidade super-avançada chamada Gorilla City. Os gorilas vivem em paz até que sua casa é descoberta por exploradores. Grodd força um dos exploradores a matar o alienígena e toma o controle de Gorilla City, planejando conquistar o mundo humano. Solovar avisa telepaticamente Barry Allen dos planos do gorila, e Grodd é derrotado. Mesmo assim ele volta a enfrentar o Flash várias vezes, se tornando um vilão recorrente das revistas do herói.
Na nova continuidade dos "Novos 52", Barry Allen encontra Grodd pela primeira vez  depois de uma viagem através do Campo de Velocidade que o prende em Gorilla City. 
O Flash é saudado como um mensageiro citado em uma profecia, mas Grodd, o rei gorila recém-coroado, não acredita nessa profecia. Barry consegue se defender dos ataques de Grodd, até que o gorila provoca um colapso em um edifício que cai sobre ele mesmo, deixando-o inconsciente, permitindo que o Flash escape. Grodd passa então a atacar Central City com um exército de soldados gorilas, buscando vingança contra o herói. 
CURIOSIDADE: Grodd apareceu pela primeira vez na série durante um flashback no episódio 5 "Plastique", mas logo no primeiro episódio um easter egg já indicava que veríamos mais do gorila em episódios futuros. Uma das jaulas do laboratório estava quebrada e  a plaqueta tinha o nome de Grodd, indicando que ele havia fugido.


Danton Black/Multiplex


O personagem apareceu pela primeira vez como Danton Black em Firestorm #1 (março de 1978) e, como Multiplex em Firestorm #2 (abril de 1978). Danton é um físico nuclear que trabalhava como assistente de Martin Stein. Sentindo que ele não está recebendo o seu devido crédito, ele começa a roubar equipamentos do laboratório. Quando ele é pego por Stein, ele acusa publicamente Stein de roubar seus projetos para a usina. Ele invade o laboratório para roubar as plantas de fabricação dos equipamentos mas acidentalmente se vê preso na mesma explosão que funde Stein e Ronnie Raymond no herói Firestorm. Ele então ganha a capacidade de dividir-se em duplicatas idênticas.
Multiplex foi um membro da equipe do Esquadrão Suicida encarregado de capturar Firestorm quando o herói tentou coagir as nações da Terra para destruir as suas armas nucleares, mas falhou.
Durante a história "Forever Evil", Multiplex aparece como um membro da Sociedade Secreta de Super-Vilões, mas eles são derrotados pelos Rogues já que um dos seus alvos estava no hospital em que a irmã do Capitão Frio estava se recuperando.
CURIOSIDADE: Diferentemente da série, cada cópia que Black faz de si mesmo acaba tendo seu tamanho reduzido, todas as cópias são menores do que o original, e vão ficando menores quanto mais ele se divide. 

Simon Stagg


Simon Stagg apareceu pela primeira vez em The Brave and the Bold #57 (janeiro de 1965), ele é o proprietário inescrupuloso da Stagg Enterprises e pai da Sapphire Stagg. Seus crimes incluem tentativa de assassinato contra o Metamorfo Rex Mason, Rocket Red, Animal Man e a Liga da Justiça. Seu segurança é o Neanderthal Java.
CURIOSIDADE: Stagg nunca foi um grande vilão dos quadrinhos, quando a série estreou na televisão sua última aparição nas revistinhas era em Weird Western Tales #71 de 2010, onde  ele ajuda na análise de um anel dos Lanternas Negros, ele sai antes do ataque Lanternas, e não está claro se ele sobreviveu ao evento. 
Provavelmente foi por isso que Stagg foi um dos primeiros personagens a morrer na série, eles não tinham como "desenvolver" o personagem nas telas.


Hannibal Bates/Everyman 

Hannibal Bates apareceu pela primeira vez em Novos 52 #21 (Setembro de 2006). Nas revistas Everyman é um metamorfo, que pode duplicar fisicamente outra pessoa depois de comer parte de seu corpo. Hannibal já afirmou que embora ele só precise de uma pequena parte, ele gosta do sabor. 
Durante um tempo Everyman impersonificou Lex Luthor e foi levado para a cadeia. Seu plano foi descoberto por Clark Kent, e o Luthor verdadeiro foi colocado sob custódia. 
Depois Hannibal se juntou com Cupido, um vigilante obcecado com o Arqueiro Verde. Os dois levaram o Arqueiro Verde, Canário Negro e Ricardito para uma armadilha, mas eles falharam e Cupido matou Everyman, que também foi revivido pelos Lanternas Negros.
CURIOSIDADE: No episódio em Hannibal aparece, Barry faz uma piada perguntando quem iria chamar o próprio filho de Hannibal (em referencia a Hannibal Lecter), mas o sobrenome Bates também é uma referencia a um assassino fictício (Norman Bates). 
O nome de Hannibal pode ser lido no livro que Oliver Queen ganha de seu pai na primeira temporada, isso indica que o personagem deveria aparecer na série Arrow, mas a explicação para seus poderes faziam mais sentido na série Flash.


Jake Simmons/Deathbolt


Procurado por assassinato, Jake Simmons fugiu da polícia em um avião roubado durante uma forte tempestade. Ele caiu na cratera de um meteoro no Arizona quando um raio atingiu seu avião. O vilão Ultra-Humanoide encontrou-o e realizou experimentos até que seu corpo se tornasse uma bateria elétrica. Usando o nome Deathbolt ele passa a cometer crimes junto com Utra-Humanoide, até ele ser derrotado pelo Comando Invencível.
Deathbolt (ou um sucessor) retorna para tentar assassinar o Starman, Ted Knight.
CURIOSIDADE: Nas revistas o poder de Simmons vem da eletricidade, mas na série ele dispara raios de plasma, provavelmente eles mudaram porque se ele tivesse poderes elétricos o personagem seria idêntico ao vilão Farooq.

Curtiu a matéria? Visite nossa página no Facebook: Real World Fatos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Loading...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...